Cameras De Seguranca Maringa

O que é necessário para instalar um sistema de câmeras de segurança em maringa

cameras de seguranca

Quando se pensa em instalar câmeras de segurança maringa em ambientes corporativos usando a rede IP, é comum que surjam muitas dúvidas, como:

  • Será que não vai congestionar minha rede?
  • Quanto eu preciso de banda?
  • Quanto eu preciso de HD para armazenar as imagens?

Essas perguntas são simples de se responder. Primeiramente, as câmeras IP não irão congestionar sua rede, porque o consumo de banda não é tão alto. Se elas estiverem instaladas em ambiente interno, vão consumir cerca de 400 kbps (kilobits por segundo); se estiverem instaladas em ambiente externo, onde a intensidade de luminosidade é maior e tende a variar, o consumo de banda fica entre 800 kbps a 1.2 mbps (megabits por segundo). Essa diferença varia de acordo com o tipo de ambiente: se houver maior movimentação e detalhes na cena, o consumo de banda também será maior.

Para esclarecer a maior parte de suas dúvidas, elencamos sete itens fundamentais para construir um sistema de videomonitoramento eficiente para sua empresa:

1) Infraestrutura de rede e cabeamento

O tráfego de vídeo é um dos mais sensíveis a perda de pacotes e atrasos. Ou seja, não há como retransmitir um pacote de vídeo sem afetar a qualidade do material final. Isso também ocorre com a transmissão de voz.

Por isso, recomenda-se que a infraestrutura de cabeamento de rede lógica seja construída com conectores, cabos e materiais de qualidade e que não seja instalada junto à infraestrutura de rede elétrica e motores elétricos, que podem vir a causar interferência eletromagnética sobre o cabeamento da rede lógica. A instalação da infraestrutura deve respeitar as normas para sistemas de rede, como NBR14565.

2) Switches

O switch, que é o equipamento que interligará as câmeras aos servidores e às estações de monitoramento, deve possuir capacidade de processamento de pacotes adequado ao fluxo de dados gerado pelas câmeras. Esta preocupação com a capacidade de processamento de pacotes se deve ao fato de que, apesar de o tráfego rede de uma câmera não consumir muita largura de banda, ele é constante e, por isso, o switch deve estar preparado para processar esses pacotes que trafegam constantemente.

Também é interessante que o equipamento conte com recurso de VLAN (rede virtual), para separar as redes de vigilância da rede de dados, e recurso de QoS (qualidade de serviço), para diminuir a latência no envio dos pacotes, priorizando o tráfego de vídeo em relação aos demais tráfegos da rede.

3) Servidores

Servidores devem ter capacidade de processamento e armazenamento de acordo com a quantidade de câmeras e o tempo que você pretende armazenar as imagens.

Para se ter uma ideia do espaço em disco necessário para se armazenar as imagens de uma câmera, em ambientes internos típicos de escritórios e escolas, é necessário em torno de 100GB de espaço em HD para armazenar as imagens de uma câmera por 30 dias, logo, se você possuir dez câmeras, será necessário 1TB de espaço em disco para armazenar as imagens de todas as câmeras pelo mesmo período.

Se o monitoramento incluir ambientes externos, a necessidade de espaço em disco para armazenamento será um pouco maior. Este requisito de espaço em disco é uma média e tende a variar, assim como o consumo de banda, de acordo com a quantidade de movimento e detalhes na cena.

4) Câmeras de segurança adequadas

Cada espaço (ambientes internos, externos, com muita ou pouca luminosidade) demanda um tipo de câmera específico. Por isso, ao planejar seu sistema de monitoramento, é importante escolher bem o equipamento. Recomendamos que leia o nosso post sobre os tipos de câmera disponíveis no mercado.

5) Local de instalação

Escolher bem o local onde a câmera será instalada para que ela monitore o máximo de área possível, levando em conta pontos cegos e obstáculos como postes e árvores é muito importante. Isso porque o local e a posição podem interferir na utilidade da câmera, e ela pode se tornar ineficaz.

6) Cuidados com a iluminação

É importante estudar o posicionamento das câmeras em relação ao sol, principalmente direcionadas a áreas externas ou próximas à janela. Isso porque, se forem instaladas de forma inadequada, poderão ficar “cegas” por algumas horas, até que o sol mude de posição.

Outra recomendação importante: se o equipamento não estiver preparado e possuir os recursos necessários para uso em locais com pouca iluminação, é importante posicioná-lo em ambientes com boa luminosidade.

7) Treinamento

Os usuários do sistema devem saber como usá-lo, ou seja, invista em treinamento para que os vigilantes e operadores utilizem o sistema de forma adequada, para que eles aproveitem todos os recursos disponíveis e para dar maior longevidade à solução, reduzindo a necessidade de manutenção.

Se ainda restaram dúvidas sobre como se preparar para instalar câmeras de segurança IP, use a área de comentários abaixo para conversar com a gente.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *