Posts

Controle de Acesso , Seguranca eletronica e portao eletronico maringa

Hoje em dia segurança eletronica é uma das principais preocupações do brasileiro. Surgem, então,
diversas medidas para tornar o dia-a-dia das pessoas mais seguro e com menos chances de
ocorrer imprevistos como assaltos, furtos e violações. Uma das tecnologias em prol da
segurança é o controle de acesso. Como o próprio nome já diz ele serve para controlar e
monitorar a saída e entrada das pessoas e também a identificação particular de cada uma.
Existem vários produtos que se encaixam na categoria de controle de acesso. Vamos conhecer
melhor cada um deles:

Biometria – A biometria é uma das mais eficazes e modernas técnicas de se ter um bom
controle de acesso a salas, escritórios, prédios, condomínios e propriedades de uma forma
geral. Através dela, somente pessoas autorizadas conseguem entrar nesses lugares, fazendo o
uso de digitais, leitura facial, e muitas outras formas.
Esse método possui diversas vantagens como a rapidez ao utilizá-lo, o baixo custo comparado
a outros produtos e, principalmente, a segurança que a biometria oferece, uma vez que é
quase impossível que uma pessoa não cadastrada consiga abrir uma porta com esses sensores.



Cancela Automática – A cancela automática de estacionamento é um dos meios mais
tradicionais de segurança utilizados em condomínios, garagens, shoppings, prédios
empresariais etc. Elas são discretas, não atrapalham a visão dos seguranças que tiverem
trabalhando no local e servem para fazer o controle de acesso de carros e outros veículos.




Cartão de Proximidade – Um método de controle muito usado hoje em dia,
principalmente por empresas, é o cartão de proximidade. Ele funciona por rádio-frequência
(RFID), ou seja, um chip eletrônico é instalado dentro dele, contendo um código numérico, que
será lido por uma antena. Quando o cartão se aproxima desta antena, esta reconhecerá e
liberará o acesso daquele que o estiver portando. Ele pode ser usado para liberar cancelas,
portas, portões etc.



TAG de estacionamento – O TAG de estacionamento é um adesivo com um código
colocado no para-brisa de um carro autorizado para que uma antena o identifique à distância e
a cancela ou portão seja aberto por ele. Esse método é muito usado em prédios empresarias e
condomínios, principalmente os que trabalham com duas cancelas (um para visitante e um
para morador) para facilitar a entrada de seus habitantes. Assim como no caso dos cartões de
proximidade, o TAG de estacionamento trabalha por rádio-frequência (RDIF), e funciona de
forma muito parecida os TAGs usadas em pedágios de estrada. A grande vantagem do TAG de
estacionamento é sua comodidade para o motorista e o porteiro ou segurança.

Cameras Maringa – Eletro Rosam

Câmeras Maringa – benefícios e proibições
Um verdadeiro escândalo,cameras seguranca que virou caso de polícia, aconteceu em uma escola particular e tradicional do Rio de Janeiro. Uma aluna descobriu mini-câmera instalada no banheiro feminino, dentro de uma caixa de PVC, ao lado do espelho. A direção da escola admitiu que mandou instalar nos banheiros dos alunos, alegando que o objetivo era detectar uso de drogas dentro da escola. A utilização de câmeras maringa d é um dos meios mais eficientes para prevenção e controle da segurança patrimonial e pessoal. cameras Maringa Possibilita ver e gravar imagens de locais vulneráveis ou de risco, situados em ambientes residenciais, corporativos e públicos. Diversas cidades implementaram leis que determinam a colocação de placas em locais internos ou externos, informando sobre filmagem dos ambientes, prevenindo, assim, as pessoas. As imagens gravadas são confidencias e protegidas, nos termos da lei. Por outro lado, não se pode instalar câmeras de vigilância em locais que firam a intimidade das pessoas. O art. 5º da Constituição federal, em seu inciso X, preceitua que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”. Instalar câmeras de segurança em sanitários, alojamentos, vestiários e outros locais destinados à troca de roupas, constitui exagero e violação da intimidade das pessoas. Acompanhei algumas sentenças onde magistrados se posicionaram contra a colocação de câmeras em áreas de refeições, pois configuraria invasão de privacidade. Condomínios residenciais devem tomar cuidado para que o sistema de CFTV maringa não capture imagens do interior de apartamentos. Câmeras maringa voltadas para a área destinada a piscinas também podem gerar dor de cabeça ao administrador. Alguns acreditam que se aprovadas pela maioria dos moradores não tem problema. No entanto, observei comentários de alguns juristas que entendem que pode ferir a intimidade das pessoas. O certo é que investir em segurança não é mais nenhum tipo de luxo, mas sim uma necessidade. É importante frisar que as chamadas câmeras de segurança apresentam diversos benefícios: a) Fator psicológico de dissuasão, pois o marginal sabe que está sendo vigiado e suas imagens armazenadas. b) Inibe a ação de invasores, depredadores, pichadores e pessoas mal intencionadas. c) Facilita o trabalho de pronta resposta (polícia e vigilância particular) fornecendo pormenores do crime que está ocorrendo. d) Integração com sistemas de alarmes. e) Acesso às imagens pela Internet.

Cameras Seguranca Maringa

Cerca Eletrica Maringa – EletroROSAM – BIG cerca Maringa

A Super cerca eletrica maringa da Eletro Rosam segue basicamente o mesmo principio tecnológico da cerca elétrica convencional com algumas vantagens em relação à segurança, efeito moral, resistência e durabilidade.

No caso dessa cerca elétrica maringa são utilizadas hastes tubulares em alumínio com uma resistência a pressão por parte do invasor de no mínimo 10 vezes maior do que a cerca elétrica convencional.

Haste Cerca Elétrica Profissional Haste Cerca Elétrica Profissional Haste Cerca Elétrica Profissional

 

A Eletro Rosam usa isoladores dessa cerca elétrica são tratados contra os raios do sol, para que tenham uma vida útil longa. A haste dessa cerca elétrica tem cinco anos de garantia de fabrica.

Os ganchos dessa cerca elétrica são de alumínio para que não venham sofrer a ação da ferrugem.

A fixação das hastes da cerca elétrica será feita com o material adequado a arquitetura do local. Trata-se de uma cerca elétrica visivelmente muito mais difícil de ser burlada pelo invasor exercendo assim um efeito moral muito maior do que a cerca elétrica convencional.

Eletro Rosam vende Essa cerca elétrica com 4 ou 6 fios, sendo a cerca elétrica com 4 fios com 0,75 centímetros de altura e a cerca elétrica com 6 fios com 1 metro de altura.

O fio de aço inox utilizado nessa cerca elétrica é o de 0,90 que tem o dobro da resistência da cerca elétrica convencional que o fio usado é o 0,45.

A cerca elétrica profissional  da eletro rosam assim como a cerca elétrica convencional permite a instalação de sensores de alarmes no imóvel e discadora para que o próprio cliente possa monitorar o seu imóvel sem que haja a necessidade de contratar uma empresa e ter custos com mensalidades de monitoramento.

A cerca eletrica maringa profissional ele pode ser usada como cerca elétrica ou cerca eletrônica.

 Função Cerca Elétrica maringa: Caso alguém toque na cerca recebera uma descarga elétrica e se o fio for cortado o alarme será acionado.

Função Cerca Eletrônica: a cerca não emitira descarga elétrica porem caso algum fio seja cortado o alarme será acionado.

 

Duvidas www.eletrorosam.com.br

email : eletrorosam@gmail.com

Telefones : 44 99815743

44 9127 5701

 

Cerca Eletrica Maringa – Eletro Rosam

A EletroROSAM executa trabalhos de instalação, manutenção e assistência técnica de cerca eletrica maringa , colocando a disposição de nossos clientes nossa vasta experiência na área de segurança eletrônica sempre buscando atender suas necessidades e anseios fornecendo produtos e serviços com qualidade e preço justo.

Trabalhamos com as melhores marcas do mercado e explicamos as diferenças entre elas.

Logo abaixo você vai ter todas as informações técnicas e necessárias para poder usufruir do mais eficiente e usado sistema de proteção perimetral.

Central de Choque para cerca elétrica
Tanto para uma cerca elétrica residencial quanto para uma cerca elétrica comercial a central de choque ou eletrificador para cerca elétrica utilizado é o mesmo.
Essa central transforma a eletricidade continua 110/220 Volts  para uma voltagem pulsativa variável entre 8.000 e 12.000 volts dependendo do modelo da central de cerca elétrica e distribuira esse choque por toda a extensão da cerca elétrica, por se tratar de um choque de baixíssima amperagem caso alguém ou algum animal venha a tocar na cerca elétrica esse choque não causar nenhum dano a saúde do mesmo.

Bateria para cerca elétrica

A função da bateria na cerca elétrica é permitir que o equipamento continue funcionando em caso de falta de energia elétrica no local, tanto a cerca elétrica quanto os acessórios instalados na cerca elétrica continuarão em pleno funcionamento. Quando a energia elétrica for reestabelecida  a cerca elétrica voltara a funcionar automaticamente pela energia do imóvel e recarregara a sua bateria.
Vale a pena lembrar que a cerca elétrica só funcionara n bateria em caso de falta de energia.

Haste de aterramento para cerca elétrica
A maioria dos modelos de cerca elétricas necessitam que seja instalada uma haste de aterramento para potencializar o choque tornando a cerca elétrica muito mais eficiente e também causa uma maior proteção ao equipamento em caso de descargas elétricas elevando a vida útil da cerca elétrica e reduzindo os custos em manutenção da cerca elétrica.

Repuxo automático para cerca elétrica
O repuxo automático é um sistema de molas elabordo para manter a fiação da cerca elétrica sempre tensionada e evitar o afrouxamento dos fios da cerca elétrica quando ela receber impactos de bolas, galhos de arvores etc, evitando assim gastos na manutenção da cerca elétrica e mantendo a sua cerca elétrica sempre com bom aspecto estético.

Hastes para cerca elétrica em alumínio maciço
São hastes perfiladas em alumínio maciço de alto brilho de longa durabilidade e de melhor estética para cerca elétrica.
Alturas de hastes para cerca elétrica: 4 fios para cerca elétrica com 75 centimetro de altura e 6 fios para cerca elétrica com 1 metro de altura.

Isolador para cerca elétrica
Isolador em nylon tratado com 5 anos de garantia de fabrica ideal para qualquer tipo de cerca elétrica.
Placas de advertência cerca elétrica, com dizeres e símbolos de advertência, podendo assim ser compreendido por todos de ser tratar de uma cerca elétrica.

Manutenção da cerca elétrica
É recomendável uma revisão a cada ano para garantir o pleno funcionamento da cerca elétrica.

Zona de alarme mista na cerca elétrica
As melhores marcas do mercado de centrais para cerca elétrica possui centrais com dupla função alarme e cerca elétrica na mesma central possibilitando um maior custo beneficio para o cliente.

Controle remoto para cerca elétrica
O controle remoto permite um controle total do equipamento tanto do alarme quanto da cerca elétrica em um único controle.

Cabo de  alta isolação para a cerca elétrica
O cabo de alta isolação para cerca elétrica é usado para interligar  central de choque da cerca elétrica ao inicio da parte externa da cerca elétrica.

Cabo 2 pares para cerca elétrica
O cabo 2 pares é um cabo com 4 vias que é utilizado para a instalação dos acessórios na cerca elétrica tais como: Cirenes, discadoras e sensores com fios.

Cabo paralelo para cerca elétrica 2×1
O Cabo paralelo para cerca elétrica é utilizado para interligar a central da cerca elétrica a energia do imóvel.

 

Cerca Eletrica Maringa – TIPOS de cerca – EletroROSAM

Tudo Sobre Cerca Elétrica Maringa – EletroRosam
A cerca Elétrica maringa é um ótimo equipamento de segurança, classificado como Protetores de Perímetro, são amplamente utilizados em Condomínios, empresas e residências. Quando bem instalados e os equipamentos forem de qualidade, se tornam um grande aliado para a segurança do local ou imóvel resguardando pessoas ou bens.

Existem atualmente no mercado inúmeras marcas e modelos com muitas funcionalidades e acessórios, mas o princípio de funcionamento de todas são iguais.

A EletroROSAM usa central de choque ou eletrificadora emite um choque ou pulso com uma tensão elétrica elevada (de 8.000 á 12.000 volts) e percorre todo o circuito do sistema através do fio de aço inox e retorna para a central de choque. Porém este pulso não possui amperagem, o que não torna letal ao seres humanos e animais, quando este pulso não retorna á central (por corte, curto circuito ou descarga) logo é identificada e o sistema então é acionado através de uma sirene e/ou outros acessórios (discadora) instalados na central.

O choque por sua vez é altamente perturbador e produz um efeito inibidor psicológico eficaz, levando o intruso
à desistir ou sequer tentar invadir o local.

Todo sistema de cerca elétrica é composta dos seguintes equipamentos: Central de Choque, Bateria de Emergência, Sirene, Hastes (para sustentação dos fios), fios de aço inoxidável, cabos de alta isolação, repuxos ( mantém os fios esticados), placas de advertência , todos vendidos pela EletroROSAM

Qual é a melhor Haste para cerca elétrica maringa ?

Na hora de escolher hastes para cerca elétrica com a A EletroROSAM , não se surpreenda com inúmeras marca e modelos com preços que podem diferir em até 200%, lembre-se de nada adianta um sistema de segurança que somente lhe traga uma “SENSAÇÂO” de segurança, então indicamos hastes em aluminio maciço com isoladores em poliéster, pois modelos de haste finas podem ficar tortas com ação de ventos fortes e os isoladores de plásticos podem trincar devido a ação do tempo (sol/chuva)e ocasionar disparos falsos, algumas hastes chegam a ser tão finas que não podem nem ser esticadas que entortam, desconfie de valores muito baixos.

Porque devo usar repuxo automático na cerca elétrica maringa ?
Alguns instaladores pensam que é somente pela estética, mas não é só isso, esses tensionadores do circuito da cerca elétrica aumentam a sensação do choque, pois a cerca frouxa diminui esta sensação no contato com o intruso, alem disso uma cerca cuidada e bem esticada leva aos olhos do intruso que ali tem um sistema que realmente está funcionando.

Lembre-se: Mantenha a manutenção de sua cerca elétrica, faça pelo menos uma revisão po ano.

EletroROSAM Bateria para cerca elétrica e alarme

Todo sistema de segurança que se preze deve conter uma bateria de emergência, claro pois uma das primeiras atitudes do ladrão ou intruso é cortar a energia elétrica na entrada do imóvel, pois bem o sistema
que contiver esse acessório imprecindível não permitírá que o sistema deixe de funcionar em função da bateria que agirá como no break, mantendo assim o funcionamento da cerca elétrica ou alarme.

DICA: Troque a bateria anualmente.

Normas Técnicas e amparo legal Trabalhe com EletroROSAM

A “International Eletrotechnical Commission”(IEC) integrada por mais de 60 países, desde 1906, edita normas para os produtos que utilizam energia elétrica.
No caso da cerca elétrica tais normas estão específicas no item 5.101 da norma 60.335-2-76 que determina a voltagem, energia e tempo de permanência da carga elétrica nos fios.
O Brasil ainda não possui nenhuma lei federal ou estadual que trata do assunto em específico, prevalecendo, portanto, o que diz a Constituição Federal no Artigo 5º, par. II, XI e XXII:
Par. II – Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer algo, senão em virtude de lei;
Par. IX – A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém podendo nela penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial;
Par. XXII – É garantido o direito de propriedade.
Na defesa destes direitos, instalando a cerca elétrica sobre muros, ou grades, dentro do domínio particular, de modo a só ser tocada com a invasão do domínio, respeitando os limites da IEC, não pode haver impedimento legal no uso de cerca elétrica pulsativa.
Vários Municípios Brasileiros adotam leis específicas aprovando o uso do sistema.

Não permita ou cometa erros na instalação de cerca elétrica maringa contrate a EletroROSAM

É muito comum perceber erros crassos em instalações de cerca elétrica e não devemos nos abster de tais erros. Há diversos aspectos a serem observados na instalação de um sistema de cerca elétrica, o primeiro é a legalidade ou respeitos a normas técnicas como: nunca instalar cerca elétrica em um muro com altura inferior a dois metros, nunca avançar o perímetro a ser protegido ou entortar hastes, não se deve dividir o circuito entre os vizinhos (salvo se o imóvel for germinado), em gradis deve-se verificar uma distância mínima entre o primeiro filamento. Outro aspecto é o técnico, instalações próximas a arvores (o vento movimenta a arvore que encosta nos filamentos e ocasiona disparos falsos), postes de entrada de rede elétrica e telefônica, passagem de cabos de alta isolação na parte interna do imóvel, excesso de filamentos em locais onde não há escoramentos, excesso de placas de advertência (chama atenção). Lembrando, uma bom sistema de cerca elétrica parte de um visual discreto, firmeza das hastes e os fios sempre esticados, evite excessos.

Cerca Eletrica Maringa – EletroROSAM

Para que usar cerca eletrica maringa

Devido ao aumento da insegurança especialmente nas grandes cidades e nas zonas à sua volta são cada vez mais as pessoas que sentem a necessidade de melhorar a proteção das casas onde moram e dessa forma dar mais segurança às suas familias.

A cerca eletrica maringa é um dos produtos que faz cada vez mais parte do leque de produtos que as pessoas estão dispostas a comprar para a instalação em suas casas.

Principal Função de Uma Cerca eletrica maringa

Como muitos produtos de segurança a cerca elétrica em maringa é um dispositivo dissuasivo, pretende impedir que alguém tente entrar no espaço em proteção, seja uma casa, um armazém, etc.

Instalação da Cerca Elétrica

As cercas elétricas devem ter sempre a sua instalação feita por uma empresa e pessoal especializado na montagem do sistema de segurança de cercas elétricas, não deve ser esquecido que para além de uma empresa estar habilitada em termos técnicos a proceder à instalação, é importante que a legislação existente seja cumprida para que este sistema de proteção não implique no futuro problemas com a justiça no caso de um acidente.

Sistemas de cerca elétrica maringa com instalação devidamente feita por uma companhia especializada significa que esta está preparada para oferecer proteção ao mesmo tempo que não deve representar um perigo letal.
Isto acontece porque as cercas elétricas estão ligadas a um pequeno dispositivo, uma pequena central que recebe toda a informação enviada pelas cercas e que no caso de enviar eletricidade através dos fios, essa energia é enviada em faixas de reduzida duração, normalmente em milésimos de segundo, criando imediatamente cerca de 1 segundo de inactividade até ser enviado novo pulso elétrico.
Esta pausa é extremamente importante porque no caso de eletricidade contínua o que pode suceder é a pessoa não conseguir criar afastamento dos fios da cerca.
Com a pausa o que acontece é que a pessoa tem a possibilidade de afastar a perna, o braço, de forma a evitar um acidente.
As descargas elétricas que são enviadas através da cerca energizada normalmente são de elevada tensão mas de baixa amperagem.

Ligação com a Central de Alarme

A eficiência de uma cerca elétrica pode ser aliada à capacidade de resposta e intervenção rápida se estiver ligada a uma central de alarme, desta forma é possível receber a notificação de alarme sempre que a cerca elétrica seja acionada para impedir uma tentativa de intrusão.

Fio de Aço Inoxidavel

O aço inoxidável é o material que compõe a cerca elétrica e é através dos fios de aço inoxidável que circula a eletricidade que é enviada em pulsos.

Bateria Elétrica

Um sistema de cercas elétricas necessita estar operacional numa base de 24 horas, 7 dias por semana, este equipamento é instalado sempre com uma bateria elétrica.
Esta instalação é necessária para evitar que no caso de uma tentativa de intrusão na casa, se por acaso a eletricidade for cortada a bateria elétrica entra imediatamente em funcionamento continuando a poder enviar pulsos elétricos através da cerca elétrica.

Equipamento de Cerca Elétrica maringa Recente

Como todos os equipamentos e tecnologias este dispositivo tem evoluído bastante e hoje uma das suas vantagens é a possibilidade de integração num sistema de segurança existente numa casa.
Uma das formas de aumentar a eficiência da cerca elétrica é adicionar concertinas.

No caso da instalação de uma cerca elétrica num muro ou numa parede que seja partilhada por moradores, muros que dividem as propriedades, neste caso a instalação de um sistema de cerca elétrica necessita de autorização ou então deve ser instalada a 45 graus de inclinação para o interior da propriedade que está a proteger, isto visa minimizar os danos que podem ser provocados pela cerca elétrica a terceiros.

CREA

Na contratação de uma empresa para montagem de cercas elétricas a escolha deve recair numa empresa com garantias técnicas e de responsabilidade, procure a segurança dos serviços profissionais de uma empresa registrada no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (C.R.E.A.) dessa forma a responsabilidade sobre qualquer acidente relativo à cerca não é apontado ao proprietário da casa ou ao condomínio.

ART

A cada instalação de cerca elétrica é necessário ter o documento ART, que significa “Anotação de Responsabilidade Técnica” pela execução, este documento permite ter a cerca elétrica legalizada e esta legalização é válida por 1 ano, após fim da validade é necessário proceder à validação do documento ART-Anotação de Responsabilidade Técnica.

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR /2008

O Projeto De Lei Complementar /2008 deixou novos dados no campo da instalação de cercas elétricas.
Destacamos o fato de definir como medida mínima de altura do muro nos 2,20 metros, não permite a ligação de uma cerca elétrica diretamente à energia de alimentação da casa, não permite que exista vegetação a tocar na cerca nem que a mesma esteja em funcionamento durante o cuidado de arvores através da poda, a distância mínima para locais de armazenamento de gás liquefeito de petróleo é de 3 metros.

Perante a ausência de normas provenientes da ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas devem ser adotadas as normas técnicas existentes na IEC-Internacional Eletrotechnical Commission.

A empresa ou o profissional técnico que faz a instalação da cerca elétrica deve estar profissionalmente habilitado para o efeito.

A cerca elétrica deve ter uma tensão máxima de 10.000V, a duração do pulso elétrico deve ter 10 milésimos de segundo, a corrente máxima pode atingir os 5mA, o intervalo entre os pulsos elétricos deve ser de 1,2 segundos.

Existe a obrigatoriedade de afixar sinalização que permita ficar informado da presença da cerca elétrica, incluindo símbolos que possam ser percebidos por pessoas que sejam analfabetas, esta sinalização deve estar colocada de 4 em 4 metros junto da via publica e de 10 em 10 metros nos outros lados do imóvel.

O proprietário ou o responsável pelo imóvel fica com a obrigação de proceder à manutenção do equipamento a cada 12 meses.

A cerca elétrica deve reunir a aceitação dos vizinhos que dividam os limites do imóvel, não sendo necessária esta aceitação no caso da instalação da cerca elétrica ficar a 45º para o interior do imóvel em questão.

Passou a ser obrigatório ter e proceder à apresentação perante o órgão de fiscalização, a Anotação de Responsabilidade Técnica, (ART).

O desrespeito das normas do Projeto De Lei Complementar /2008 obriga ao pagamento de uma multa de 50 upm.

Veja na secretaria da sua prefeitura quais são os documentos que deve apresentar, quais os modelos que deve preencher para legalizar a sua cerca elétrica.
Geralmente é necessário apresentar nos serviços da prefeitura a Anotação de Responsabilidade Técnica pela execução da obra (ART).

Documento comprovando que a instalação foi feita de acordo com as exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ou em alternativa cumprindo as normas internacionais estipuladas pela International Eletrochnical Commission (IEC).

Se a instalação das cercas for feita em muro ou zona partilhada por moradores deve apresentar também uma declaração dos vizinhos aceitando a instalação da cerca ou deverá apresentar prova que a cerca fica construída a 45 graus para o interior da sua residência.
Deve também preencher o modelo de documento onde será apresentado o croquis do local onde a cerca elétrica será instalada.

Fonte: http://www.alarme-seguranca.com

Cerca Eletrica Maringa – Eletro Rosam

A Cerca elétrica ,Tem a função de impedir ou dificultar uma possível invasão pelos muros da residencia ou comercio. Não é letal , por não possuir energia suficiente, pois seu choque é pulsativo com efeito inibitivo, porém o contato com o corpo humano é atordoante. Cerca Eletrificada O alarme dispara quando há um corte ou aterramento dos fios que constituem a rede de proteção do sistema. Ocorre que a voltagem é altíssima, na casa dos 8000 Volt e é acionada mediante fuga de corrente. Tendo em vista que funciona através de pulsos elétricos (intervalo mínimo de um segundo entre cada descarga elétrica), sua amperagem vai quase à zero, não ocasionando, assim, mal a saúde.

Quando instalada convenientemente por empresa responsável e seguindo as orientações técnicas o pulso elétrico recebido pelo invasor, não tem a intensão de levá-lo a morte e muito menos machucá-lo.

O seu poder de dissuasão é grande, em razão do atordoamento levado pelo invasor.

É uma forma de proteção bastante eficiente. O choque atordoa o intruso sem causar maiores danos e, se os fios forem violados, o alarme dispara.

Há dois tipos à disposição no mercado:
» Cerca eletrica monitoradas : Permitem a sua integração com uma central de alarme, que poderá estar ligada ou não externamente com uma empresa de segurança eletrônica. Além disso, poderá, quando tocada, acionar alarmes, luzes etc.

» Cerca eletrica não monitoradas: Possuem as mesmas características da anterior, porém não podem ser ligadas a uma central de alarme.

Algumas considerações devem ser feitas:
– A instalação da cerca eletrica maringa deve ocorrer em muros ou alambrados com mais de 2,50 metros, com placas sinalizadoras e não ter contato com vegetação.
– A cerca eletrica maringa deve ser instalada de forma perpendicular ou voltada para o interior da propriedade a ser protegida. Também, não se deve vergar a cerca, dentro dos limites da propriedade do vizinho ou rua.
– Apesar da legislação estadual e federal não proibir a utilização do sensor elétrico, é de bom alvitre consultar a legislação municipal a respeito, pois em algumas cidades ocorrem restrições de uso.

A cerca elétrica possui vários atrativos: baixo consumo de energia, maior resistência ao tempo, sendo um produto de total segurança, alta confiabilidade e baixo custo.

» Legislação e Informações Sobre Cercas Elétricas

Utilizada amplamente na Europa e Estados unidos desde 1930, à cerca eletrificada ainda é pouco difundida no Brasil, principalmente pelo desconhecimento generalizado sobre suas aplicações e benefícios, facilidades de instalação e manutenção, baixo custo, além do falso conceito quanto ao eventual “Perigo” que ela possa representar.
Esclarecimentos Jurídicos

A instalação de cerca eletrificada não é proibida, pois se trata de um exercício regular de direito, O artigo 5º, inciso II, da Constituição Federal dispõe que “ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude da lei”.
A cerca eletrificada é chamada de ofendículo, meio pelo qual o proprietário de um bem coloca aparelhos para impedir e prevenir a invasão de sua propriedade. Não há regulamentação legal no âmbito federal para altura mínima, potência máxima, tipo de choque.
Os artigos 572 e 588 do Código Civil prevêem que “o proprietário pode levantar em seu terreno as construções que lhe aprouver, salvo o direito dos vizinhos e os regulamentos administrativos” e ainda” tem direito de cercar, murar, valar, ou tapar de qualquer modo seu prédio.”
Cumpre analisar a responsabilidade pela eventual morte ou lesão corporal em razão do uso da cerca eletrificada. Destacam-se dois grupos:
a) invasor que pretende cometer ato ilícito (p.ex.: furto, roubo).; e
b) outras pessoas (p.ex.: crianças brincando).

Alguns tribunais já entenderam que o proprietário do imóvel não pode ser responsabilizado pela morte ocorrida em função da descarga de cerca eletrificada. Porém, a maioria entende que o uso de fios elétricos não exclui o crime de homicídio ou lesão corporal, caracterizando-se verdadeira imprudência do proprietário do bem, que responde civil e criminalmente pelos danos causados. Assim, são imprescindíveis certas providências para evitar morte e ou lesão corporal de pessoas que adentrem lícita ou ilicitamente à propriedade, devendo obedecer a critérios razoáveis.

A cerca eletrificada pode ser utilizada desde que siga sério controle por parte da empresa responsável pela instalação do produto, uma vez que seus representantes legais podem ser acionados civil e criminalmente para responder pelos eventuais prejuízos e danos causados pela morte ou lesão corporal.

A única legislação encontrada sobre a matéria é a Lei nº. 8.200 de 23 de setembro de 1998, de Ribeirão Preto (SP). Apesar dessa lei só ter validade neste município, pode ser tomada como parâmetro nas instalações.

Dispõe o artigo 1º da Lei 8.200/98 que: “As empresas responsáveis pela instalação e manutenção da Cerca elétrica deverão adaptá-las a uma altura compatível (Mínimo 2.20 metros de altura), adequada a uma amperagem que não seja mortal, sendo que o local deverá possuir placas, contendo informações que alertem sobre o perigo iminente, em caso de contato humano.”

Parágrafo 2º: A instalação e a manutenção de “cerca elétrica” deverão ser realizadas por empresas com comprovada especialidade técnica.”

Algumas recomendações

• O equipamento não pode oferecer risco à integridade física dos usuários ou de quem venha a “tocar” nele por estar eletrificado.
• O choque provocado pela cerca é conhecido como choque moral, possui alta voltagem e baixa amperagem. É pulsativa. Não queima, não deixa marcas e não faz com que os animais e as pessoas que nela encostem ou segurem fiquem grudadas.
• Não existe atualmente no Brasil legislação que trate do assunto, quer seja proibindo ou autorizando a instalação de cercas eletrificadas em perímetro urbano.
• Existem várias normas sobre cerca elétrica na ABNT, porém como não há nenhuma oficial, no Brasil as mais utilizadas são as editadas pelo Canadá e pelo IEC.
• Embora não exista legislação que trate do assunto, qualquer pessoa que receba o choque ou se sinta incomodada com a situação, pode entrar com uma ação judicial contra o imóvel que a instalou.
Para evitar problemas com ações judiciais, a ABESE recomenda seguir os padrões de orientação existente em outros países, assim como:
• Sinalizar devidamente o local (perímetro) a respeito da cerca e suas conseqüências.
• Informar todos os moradores, funcionários e a quem se faça necessário, que ocupem a área interna da cerca, de sua finalidade e periculosidade. Principalmente as crianças, certificando-se de sua compreensão.
• Informar vizinhos sobre a finalidade e a periculosidade da cerca.
• Desligar o equipamento antes de regar plantas próximas à cerca, fazer podas de árvores ou plantas (caso exista) e fazer manutenção do equipamento ou do muro.
• Utilizar sempre assistência técnica autorizada/credenciada.
• Não deixar que a vegetação, caso exista, venha a tocar a cerca.

Portão eletronico Maringa

Motor para portão eletrônico maringa

Site completo, com tudo do que há de mais moderno em motor de portão automático.

Nossa empresa atua no ramo de reparos de portões automáticos há 12 anos, crescendo a cada dia com novos aprendizados e renovando a capacitação e o aprendizado de nossos técnicos. Quando começou a ser comercializado, um motor para portão automático era um acessório encontrado apenas em residências e condomínios de alto padrão, pois o custo desse equipamento era altíssimo, e poucas pessoas podiam adquirir um motor. Portão automático PPA foi um dos pioneiros no mercado, que conseguiu crescer e se expandir em meio às marcas da época, como a Issel. Com algum tempo, começaram a surgir outras marcas de qualidade que começaram a ser bem competitivas, como o motor para portão automático Garen ou o Peccinin. O motor para portao automático peccinin criou seu sistema independente de codificação e se destacou bastante das outras marcas por bastante tempo. Durante anos, quando a pessoa queria um motor mais durável, sempre optava pela marca Peccinin, baseada em informações trocadas por outros clientes que também tinham desse motor. Portão automático, Garen PPA ou Peccinin, para nós é sempre bem vindo, pois trabalhamos principalmente com as 3 marcas. Com o aumento da divulgação pela internet, hoje existem diversos modelos de motor de portão, do mercado brasileiro e do mercado externo, atuando hoje em nosso país.

Solução na hora de abrir seu portão: Seja motor de portão de correr, motor para portão basculante ou motor de portao automatico pivotante, só aqui você encontra os melhores preços, e tudo com instalação inclusa. Não adianta comprar um motor para portão e tentar instalar sozinho, pense como vai ser quando você precisar de garantia, e quem te vendeu não vai até sua casa resolver o problema.

Qual o melhor modelo de motor para portão eletrônico?

Particularmente, se vai haver instalação de motor, portão basculante é a melhor escolha. A durabilidade de um motor mais rápido instalado no portão basculante é quase o dobro da durabilidade de um motor rápido para portão deslizante. O pivotante, por sua vez, nós até automatizamos, mas eu não indicaria pra ninguém que quer instalar um portão novo. Se já tem portão no local, tudo bem, automatiza, mas se tem escolha, opte por outro modelo de portão.

Quais as vantagens e desvantagens do motor para portão Basculante?

– Vantagens: Com o motor instalado, é prático para abrir, e pode-se usar um motor de portão bem rápido, que hoje em dia pode abrir o portão em aproximadamente 4 segundos. Só de saber que quando precisa entrar ou sair de casa sem ficar demorando muito com o portão aberto, principalmente pela questão de segurança, é uma ótima escolha.

– Desvantagens: Como todos já devem ter notado andando nas ruas, a maioria dos portões basculantes abre invadindo a calçada, e pegando de surpresa em alguns casos os pedestres que passam pela frente. Algum tempo atrás estava tramitando não sei se da prefeitura de São Paulo ou de alguma das cidades próximas, um projeto de lei para a regularização deste tipo de portão, porque abrir invadindo o espaço da calçada é ilegal. Talvez ainda não tenha saído dos projetos por causa do grande número de casas que já possuem portão desse tipo, e se tivessem que mudar todos ao mesmo tempo seria um caos.

Como escolher um portão Basculante?

Algo que se torna ruim para quem tem um portão basculante é quando a pessoa compra o portão de alguém que fabrica o portão de forma aleatória, sem experiência no ramo, ou que até tenha experiência, mas não tem conhecimento técnico o suficiente para fabricar o portão visando os defeitos que podem ocorrer ocasionalmente. Exemplos: As roldanas superiores, onde corre o cabo de aço lateral do portão, se forem muito pequenas, vão desgastar até 10 vezes mais rápido o cabo de aço do portão, e a vantagem que a pessoa teve ao comprar seu portão por um preço mais acessível acaba se tornando uma dor de cabeça anual, tendo que chamar manutenção de portão em períodos curtos para fazer a substituição do cabo de aço, que não é uma coisa tão simples na maioria dos portões; Outro exemplo bem comum, já tem a ver com serralheiro que age de má fé, é quando o cliente compra um portão, e vem sem o motor, ou seja, compra o portão para instalar um motor mais pra frente, e o portão vem com os pontos de giro desalinhados, e as caixas de peso desbalanceadas. O portão fica travando na hora de subir e descer, além de ficar mais pesado do que o normal. Quando o cliente procura alguma empresa para automatizar o portão, o técnico vai avaliar, e se depara com esses defeitos no portão relativamente novo, e demonstra para o cliente o que precisa ser feito para adequar o portão ao motor. Quando o cliente volta ao serralheiro onde adquiriu o portão, o serralheiro diz que isso faz parte do serviço de quem vai instalar o motor, e diz que se a pessoa comprar um motor com ele, resolve todos esses defeitos sem cobrar nada além. Acreditem, isso é muito mais comum do que se imagina.

Por essas e outras coisas, fique sempre atento quando for escolher uma fábrica para fazer seu portão.

Quais as vantagens e desvantagens do motor para portão Deslizante?

– Vantagens: Portão deslizante também é prático de abrir e fechar. Se o motor não estiver funcionando ou se não tiver motor ainda no local, é o modelo mais prático de se usar de forma manual. É o único modelo (exceto portas de aço) de portão automático convencional que não invade o espaço da calçada durante sua abertura e fechamento. De todos os outros portões, é o que dá mais segurança quanto ao travamento final enquanto está fechado.

– Desvantagem: Por ser de correr lateralmente, a pessoa precisa esperar o portão abrir por completo para poder passar, não tem como se adiantar durante o processo de abertura. Esse tipo de portão até aceita motores mais rápidos, mas as cremalheiras e a engrenagem externa sofrem um desgaste muito grande quando são usados com velocidade. Tem uma manutenção periódica a ser feita, a não ser que se use um motor de velocidade convencional.

Como escolher um portão Deslizante?

Para portão deslizante, não tem muito segredo. Escolha o modelo estético que mais combina com a residência, e verifique alguns pontos: Quanto maior a roldana de correr (rodinha) do portão, mais tempo vai durar sem manutenção, e o portão fica mais leve para se puxar tanto com a mão quanto com o motor. Atenção: em portões de residência padrão, não acredite em lugares que tentam instalar mais de 2 rodinhas no portão, para que ele corra melhor. O ideal são duas mesmo. Se tiver mais que isso, uma rodinha acaba travando a outra por qualquer torcida que o portão der com o passar do tempo, e também é bem comum acontecer o efeito gangorra no portão, ou seja, a rodinha do meio se apoia, e uma das outras duas fica sem apoiar direito.

Quais as vantagens e desvantagens do motor para portão Pivotante?

– Vantegam: Ao meu ver, a única vantagem é de não ter que descer do carro para abrir com as mãos o portão.

– Desvantagem: De todos os modelos de portão, o pivotante é o mais vulnerável quando alguém tenta abrir usando apenas a força braçal. Não precisa ser muito forte para quebrar os motores puxando pela folha do portão.

É seguro confiar somente no motor para travar o portão?

Não. O mais recomendado mesmo, para a segurança dos clientes, é o uso de cadeado, principalmente em ocasiões em que o portão vai ficar muito tempo sem usar. Mas então, pra que um portão automático se a gente precisa descer do carro para abrir o cadeado? Pois é, não teria lógica usar dessa forma, mas sempre recomendamos aos clientes, que pelo menos travem o portão com cadeado em casos em que vai viajar, ou a noite, quando vai ficar muito tempo sem uso. No bracinho do motor basculante, existe um pino onde é instruído o uso de cadeado pequeno de 20 milimetros. Qualquer pessoa com um objeto semelhante a uma chave de fenda é capa de forçar o cadeado e quebrá-lo se estiver acessível pelo lado da rua. Recomendo uma trava própria para esses modelos de bracinhos de portão, que é encontrada principalmente em casas de materiais de construção grandes, onde o bracinho é preso com essa trava mecânica, e o cadeado fica escondido por trás, tendo acesso somente pelo lado de dentro da casa.

Trava elétrica é segura?

Sinceramente, não acredito que seja. A trava elétrica trabalha da seguinte forma: um pulso elétrico é mandado quando o motor é acionado, fazendo com que a trava destrave, e libere o ciclo do portão. O que ninguém explica, é que trava elétrica precisa de lubrificação periódica, para que o embolo sempre deslize da forma correta durante seu uso. O que acontece em praticamente todas as residências que tem trava elétrica, é que a pessoa nunca chega perto da trava para verificar se o embolo está limpo e lubrificado, para trabalhar sem falhas. Se enroscar, o motor não vai saber que não deve abrir, e com o embolo travado, vai tentar forçar ao máximo o portão para que abra. Esse é o caso em que mais se danificam os motores de portão.

Outro item que falta na maioria das instalações, é a plaquinha eletrônica de trava elétrica. Essa plaquinha tem um circuito que aciona em conjunto com o motor, mas o pulso elétrico dura somente alguns segundos, tempo necessário para que o portão saia do ponto inicial. Ligada de forma errada, a trava fica em constante acionamento durante o percurso inteiro do portão, forçando demais seu funcionamento, e aquecendo sem necessidade. Aquecendo demais, com vários acionamentos simultâneos, a trava elétrica pode queimar, e se estiver ligada de forma errada em paralelo com o motor, acaba queimando o motor do portão junto.

Portão automático abre sozinho?

Se não forem tomados alguns cuidados básicos, pode sim abrir sozinho. Nos portões de frequencia 292MHZ e 325MHZ isso era mais comum, pois um cliente sempre podia interferir no código do portão de outro, por existirem poucas combinações de código. Nos modelos atuais, corre o risco de abrir sozinho se, durante a programação dos controles, houver alguma interferência de sinal externo (antenas, alarmes de carro, torre de sinal de celular e tv) com a mesma frequência, e ao apertar o botão de adicionar controle na central, essa interferência entrar junto na central, como se fosse o sinal de um controle que estivesse em uso. Existem aparelhos mais sofisticados hoje em dia que captam o sinal dos controles enquanto a pessoa está acionando para entrar no portão da residência, e isso vem sendo pesquisado bastante pelos fabricantes de motor para portão para que a segurança dos clientes não seja esquecida. Hoje em dia, o melhor sistema para filtrar interceptações ou tentativas de clonagem é o sistema Linear, uma marca independente que criou receptores e controles remotos com uma tecnologia maior, e impede esse tipo de ação de criminosos.

Como Codificar controle no Portão Automático?

PPA:

Como codificar controles da frequencia 433MHZ na central do motor PPA de portão convencional: (Portão Basculante ou Portão Deslizante)

Receptor avulso: Nesse sistema, a central tem uma placa receptora pequena plugada de forma auxiliar, que comanda por sua vez a recepção de sinal dos controles remotos e envia o pulso para a central maior PPA de portão. Localize essa plaquinha menor, e faça o seguinte: Segure apertado o botão do controle que deseja configurar, e em seguida aperte uma vez só o botão do receptor com o nome de PROG (não é necessário usar JUMPER nem nada, somente apertar o botão de programação PROG). Pronto, já está configurado. Em alguns casos, faça o contrário se não funcionar: Aperte uma vez o botão PROG, um led vermelho do receptor deverá se acender, então enquanto ele estiver aceso, aperte o botão do controle que deseja cadastrar. Pronto. Se da outra forma não havia cadastrado, desta forma deve funcionar.

Modelo de Jumper e PROG: Primeiramente, retire os parafusos que fecham a tampa onde fica a central do portão. O procedimento é parecido com o de configuração dos controles da Garen. Encontre as duas perninhas de metal , onde aparece escrita a palavra PROG. Tem uma pecinha preta (JUMPER) que pode se encaixar nas duas perninhas de metal para fechar o circuito, e deste modo, entrar em modo de programação dos controles. Essa configuração do controle só é aceita pela central eletrônica do portão PPA se o portão estiver no meio do percurso, parado fora dos sensores de fim de curso de abertura e fechamento. Basta fechar o circuito com o JUMPER e a central está em modo de programação. Segure apertado o botão do controle que deseja cadastrar na central, e o led vermelho da central vai ficar piscando bem rápido. Confirme enquanto o led está piscando, apertando o botão da placa com o nome de BOT ou + em alguns casos. Retire o Jumper e a programação já deve estar pronta.

Modelo de Chavinhas: Neste sistema de chavinhas, existe na central uma sequencia de 8 Chaves pequenas de ON e OFF, que representam todas as configurações da central. A programação de controles PPA fica na chave numero 8. Acione a chave 8 para ON e segure apertado o botão do controle que deseja configurar. O led vermelho vai piscar bem rápido, indicando que a central está reconhecendo aquele controle. Confirme apertando o botão com o simbolo de (+). ATENÇÃO: Se apertar o simbolo (-)por engando, vai apagar todos os controles que estavam funcionando na central, e precisa reconfigurar todos novamente. Depois, volte a chavinha numero 8 para a posição inicial e pronto, já deve estar funcionando seu controle.

* Logo faremos um POST com as configurações de todas as chavinhas para todas as funções do motor PPA para portão.

GAREN

Como codificar controles da frequencia 433MHZ na central do motor Garen de portão: (Portão Basculante ou Portão Deslizante)

Primeiro é preciso retirar os quatro parafusos que fecham a tampa da central, para ter acesso á placa. Na placa do motor garen é preciso encontrar duas perninhas de metal, onde está escrito a palavra PROG. Tem uma pecinha preta (JUMPER) que pode se encaixar nas duas perninhas de metal para fechar o circuito, e deste modo, entrar em modo de programação. Feche o circuito e aguarde alguns segundos até que os leds vermelho e verde permaneçam acesos. Aperte o botão do controle remoto novo que quer codificar (precisa ter certeza que o controle é da mesma frequencia 433MHZ da placa), a luz verde começa a piscar por uns 5 segundos e volta a ficar acesa. No exato momento em que o led verde está piscando, é preciso apertar o botão BOT que se encontra perto do PROG da central da Garen. Confirmando no BOT que aquele controle será usado nessa placa, automaticamente o controle ja está cadastrado. Basta repetir o mesmo passo a passo para configurar os outros controles remotos de portão. Depois que todos já estão configurados, retire o JUMPER do circuito de PROG e aguarde até que os 2 leds (vermelho e verde) se apaguem. Pronto, os controles já devem funcionar.

Em alguns casos, a configuração do controle só é aceita pela central eletrônica do portão Garen se o portão estiver no meio do percurso, parado fora dos sensores de fim de curso de abertura e fechamento.

Algumas centrais de comando de outras marcas, como central ppa de portão e central GGPort de portão, precisam deste mesmo procedimento de deixar o portão no meio do percurso para fazer a programação.

PECCININ

Como codificar controles da frequencia 433MHZ na central do motor Peccinin Gatter ou Convencional de portão: (Portão Basculante ou Portão Deslizante)

Abra a tampa da central, fixada com 4 parafusos, para acessar a placa eletrônica. Existe um botão pequeno na central com o nome de LEARN. Aperte o botão LEARN uma vez, e um led da placa vai acender. Enquanto estiver aceso, de um toque no botão do controle Peccinin que deseja cadastrar. O led da central vai apagar e logo em seguida começa a piscar rápido. Novamente de um toque no botão do controle que está cadastrando, para confirmar que é para codificar. Pronto, está cadastrado.

PPA/GAREN

Como codificar controles da frequência 292MHZ ou 325MHZ na central ou receptor dos motores PPA, Garen ou GGPort de portão convencional:

Esse modelo é tão fácil que nem é mais vendido hoje em dia para motores novos. Existem 8 arames numerados de 1 a 8 dentro do controle remoto, e existem 8 arames no mesmo esquema no receptor ou central de portão de modelo mais antigo. O código consiste em cortar os arames de forma igual, ou seja, se eu cortar os arames 1, 4, 7 do meu receptor, basta cortar os mesmo arames do controle para que ele fique no mesmo código. Se eu quiser cortar mais arames, posso fazer a combinação que desejar, como por exemplo cortar os arames 2, 3, 4, 5, 6, 8, fazendo o mesmo no controle e no receptor. Hoje em dia não é mais utilizado esse modelo em motores novos porque a quantidade de combinações para esse tipo de código é de 256 combinações. Acontecia bastante de uma pessoa apertar o controle e acionar o portão de outra pessoa por coincidência nos códigos

Como instalar um motor de portao PPA/Garen/Peccinin?

Instalação muda de portão para portão. É sempre bom chamar um técnico para fazer a instalação. Quando já existia um motor anterior no portão, e o cliente está substituindo por um motor para portão automático PPA novo, a única duvida vai ser durante as configurações da central. Consulte sempre o manual técnico que acompanha o motor, porque as duvidas vão surgir de diversas formas. Imagine se você comprar um motor para instalar sozinho, e em alguns dias ou meses ele dá algum tipo de problema. Como será o procedimento? Levar o motor até onde comprou, desmontando ele inteiro, e tendo que montá-lo novamente no local quando retornar, o mandar por correio para a loja virtual onde foi adquirido, pagando frete e devidas despesas, para depois montá-lo novamente quando chegar? Prefira comprar motores já com a instalação inclusa, pois se der algum defeito ou manutenção, o técnico vai até sua casa e faz a manutenção no local sem custo adicional ao cliente.

Manutenção Preventiva de Portão Basculante

Na hora dos cuidados com a manutenção, portão automático basculante principalmente, é preciso tomar cuidado com vários detalhes, para evitar acidentes. Dentre todos os modelos, o portão automático basculante é o mais perigoso quando não se tomam os devidos cuidados. O portão abre para cima, equilibrando seu peso bruto com as duas caixas de contra-peso laterais, ligando-se apenas pelos cabos de aço. Podemos ver o cabo de aço do portão por completo? Não. Os cabos correm na lateral do portão basculante, e são visíveis parcialmente, quando o portão está no meio do caminho, olhando as guias laterais pelo lado de fora. Parte do cabo de aço fica pelo lado de dentro do portão, e é exatamente nesse pedaço do cabo que ocorre a maior fadiga, ocasionando o rompimento. Imagine um portão de 400 quilos. Quando está abrindo com o motor para portão automático basculante, nem percebemos que é tão pesado, pois em cada uma das duas caixas laterais existe um peso de 200 quilos, que neutraliza o peso do portão. Quando um dos cabos desse portão se rompe, são 200 quilos extras que vão cair de uma vez, danificando o motor do portão e tudo mais que estiver por baixo do portão. É bem comum cair em cima do carro enquanto a pessoa está passando por baixo. Bem material, é recuperável, mas e se uma pessoa está passando pelo portão? Agora deve ter entendido a necessidade da manutenção preventiva no seu portão.

Cuidados com o portão social usado junto ao portão automático

Imagine se em sua residência existe um portão eletrônico deslizante ou basculante, e um interfone com fechadura eletrônica no portão social, sendo que o portão social fica ou embutido no portão basculante, ou no meio do caminho onde o portão deslizante irá passar. Chega uma visita na sua casa. Não precisa mais ir até o portão para abrir com as chaves, basta apertar pelo interfone, e o portão social se abrirá. Mas e se a pessoa que chegou não fecha o portão social direito, deixando ele meio aberto. Quando alguém for usar o portão de entrada de carro, se prepare para o prejuízo. O portão deslizante irá correr para cima da porta social que está aberta, ou o portão basculante fará sua abertura subindo, e a porta social vai cair no meio do caminho, causando um choque entre os portões, e travando totalmente os mecanismos.

Existe um sistema de intertravamento eletrônico, que impede que os portões abram ao mesmo tempo. Mas não se pode usar isso como um padrão, cada portão tem um sistema diferente, com voltagens diferentes, e sensores diferentes. Como funciona: Enquanto o portão social está aberto, um fio de comando do motor do portão basculante ou deslizante estará desligado, impedindo seu acionamento, mesmo se alguém tentar acioná-lo no controle, e vice-versa, quando o motor está abrindo o portão de entrada de carro, o social fica inativo, não podendo ser aberto pelo interfone. Alguns técnicos, por falta de experiência, instalam sensores de fotocélula nas extremidades pegando os dois lados da porta social, fazendo com que o portão não abra enquanto a fotocélula estiver indicando o portão social no caminho. Isso não evita que o portão já esteja aberto, e alguém abra a porta social, o que causará colisão dos mecanismos na hora do fechamento. Um sistema ideal, que faz o mesmo do sistema de intertravamento já existente, faz uma conexão dos fios de fim de curso de abertura, enganando o motor do portão, para que entenda que o portão já está aberto, e por isso não tem mais para onde abrir. Assim que o portão social se fecha, os fios do fim de curso voltam à posição de abertos, e o funcionamento está novamente funcionando.

Quando o portão automático quebra, como abrir manualmente?

Portão basculante – É preciso primeiramente tirar um cadeado pequeno que está no bracinho, localizado fazendo a junção entre o motor e o portão. O cadeado fica preso na ponta de um pino de ferro. Retirando o cadeado, o pino de ferro tem que ser retirado do bracinho. Após retirar o pino, visualize o bracinho, e entenda que ele precisa desencaixar em duas partes, como um alicate, liberando a porca acionadora do motor do portão, para que o portão possa ser usado manualmente, sem o auxilio do motor.

Portão deslizante – São duas as formas principais: Primeiro, com uma chave comum, igual a de uso em cadeados, destrave na parte de trás do motor como se fosse abrir uma porta, e puxe a alavanca onde fica o miolo da fechadura, fazendo com que o portão corra livre de forma manual; Segundo, deve haver um furo na parte de trás da tampa que cobre o motor. Neste furo, coloque uma chave allen (obrigatoriamente acompanha o motor na hora da instalação) no furo atrás da carenagem, encaixando em um parafuso que fica no eixo dentro desse furo. Girando no sentido horário, libera o portão para o modo de funcionamento manual, e girando no sentido anti-horário, volta a travar o portão para uso com o controle.

Portão pivotante – Usa o mesmo método do portão basculante, porém é mais fácil de abrir pois o bracinho não recebe tanta pressão do motor. Tire um cadeado pequeno, liberando um pino de ferro, depois tire o pino de ferro e desencaixe o bracinho em duas partes para que desacople do motor do portão.

Quais as formas de pagamento?

Trabalhamos somente com dinheiro e cheque pré-datado, com desconto de 3 a 5% nos valores pagos em dinheiro e facilitamos em 3 cheques o valor de instalação de motores, podendo variar a quantidade de parcelas de acordo com os valores de serviços adquiridos. Pagamento feito diretamente ao técnico que efetuar o serviço no portão.

É cobrado algum valor de visita do técnico que vier fazer o orçamento?

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, cobrar taxa de visita está fora da lei. Não cobramos taxa de visita, porém trabalhamos da seguinte forma: Se o portão estiver apresentando defeito, o técnico precisa avaliar o que está acontecendo com seu portão automático. Mas em todos os defeitos menores encontrados em qualquer motor de portão (troca de fim de curso, regulagem de placa, configuração de controles, troca de capacitor de partida, ou quaisquer componentes simples, de solução imediata) será cobrado o valor de R$150,00 para o seu devido reparo. Não é taxa de visita técnica, é valor de serviço efetuado. Imagina uma situação, em que o técnico chega no local do portão, independente de que região ou bairro seja, constata que o defeito seja por exemplo um sensor de fim de curso e um capacitor de partida queimados. O nosso técnico explica ao cliente que o defeito está nessas peças, e o cliente pega nossa ficha de orçamento, dispensa nosso técnico, e compra as peças a serem substituídas, ou chama um cidadão que encontra em qualquer esquina e pede para fazer exatamente o que diz no nosso orçamento. Pra que serviu nosso técnico ter estudado curso técnico, se capacitado, gasto gasolina para ir até o local, ter se arriscado ao trânsito da nossa cidade, possibilidade altíssima de ter tomado alguma multa, e sem mais nem menos, o cliente só queria o orçamento. Não compensa para nós esse tipo de atendimento. Pessoas que agem dessa forma nem consideramos um possível cliente. E é bem mais comum do que se imagina essa situação. Para evitar, criamos esse sistema em que o técnico vai até o local da manutenção no portão, verifica os defeitos, e faz seu devido reparo, no valor pré estabelecido de R$150,00. Caso nosso técnico chegue ao local, e constate que o serviço vai custar um valor maior do que os R$150,00, como por exemplo que seja uma troca de placa, troca de motor, reforma de portão, ou serviços semelhantes, o técnico deixará um orçamento sem compromisso, porque realmente existe a possibilidade de o cliente fechar o serviço posteriormente após analisar o orçamento, além de que ninguém está esperando um valor variável na hora de consertar seu portão. Se alguma empresa, do ramo de portão automático ou qualquer outro ramo que seja, cobrar taxa de visita para fazer orçamento, o cliente pode acionar o PROCON, e consultar seus direitos referentes ao Código de Defesa do Consumidor.

Quando solicitado, o técnico de portão vai até o local no mesmo dia?

Quando é solicitada uma visita tanto para fazer manutenção, instalação de motor novo, ou consertar um motor que esteja dentro ou fora da garantia, o procedimento é o seguinte: Será agendado com a nossa central de atendimento, e assim que possível um de nossos técnicos de manutenção para portão irá até o local fazer o serviço necessário. Pode acontecer de ir no mesmo dia, mas não acontece com frequencia isso, geralmente o agendamento é feito para 1 ou 2 dias uteis a partir do agendamento. Não cobramos taxa mensal de atendimento emergencial, como algumas empresas cobram principalmente de condomínios, para ter um técnico de portão automático à disposição 24 horas dos clientes. Se fosse cobrada essa taxa, com certeza o valor dos nossos serviços seria bem maior também para poder arcar com os custos do técnico de plantão.

Quais as peças mais comuns nos motores basculantes de portão?

O motor de portão é formado por um conjunto de peças que são:

– Calha de alumínio padrão de 1,4 metros;

– Eixo de fuso com rosca para acionamento;

– Batoque superior (tampinha que fecha o perfil de alumínio);

– Porca acionadora (peça de nylon que corre dentro do alumínio para cima e para baixo);

– Acoplador que faz a junção do fuso com o redutor do motor;

– Carcaça de ferro fundido (2 partes que fecham, com as peças internas, formando o moto-redutor do portão);

– Estator do motor (parte interna do motor composta por centenas de voltas de cobre, para criar o campo magnético);

– Eixo interno com induzido, rolamento e rosca sem fim interna (eixo principal interno do motor que faz a ligação entre todas as peças internas);

– Engrenagem de nylon principal;

– Caixa e tampa para central eletrônica de comando;

– Central de comando eletrônica;

– 02 controles remotos.

O que é portão galvanizado?

A galvanoplastia ou galvanização é um tratamento de materiais que deposita um metal sobre um substrato que pode ser de metal ou não, através da redução química ou eletrolítica para proteção da superfície tratada. No ramo de fabricação de portões serve para proteger os materiais do portão contra as ações do tempo ou de causas externas que enferrugem ou deteriorem o material mais cedo. Sem galvanização os portões enferrujam antes do tempo. Mesmo se o portão for receber uma tinat de fundo e uma tinta de acabamento, é preciso um tratamento mais forte, como galvanização, para evitar que, quando a tinta seja arrancada de alguns pontos pelo próprio uso, o local descoberto não enferruje. O que mais enferruja os portões é o xixi dos cachorros, pois na urina encontram-se substâncias altamente corrosivas. Os locais onde são soldados com solda elétrica após feita a galvanização perdem sua propriedade e voltam a ser vulneráveis aos efeitos do tempo.

Como posso evitar ferrugem?

Além do processo de galvanização, métodos alternativos de menor duração são pintura com zarcão, tinta de fundo, ferrox em caso de manchas de ferrugem, mas são processos contínuos, sempre efetuados quando se encontra um pedaço do portão sem tinta ou com princípios de ferrugem.

Quais os tipos de portão mais comuns fabricados no Brasil?

Portões de tubos (tubo de aço galvanizado); portões combinados de tubo com madeira externa para dar o acabamento; portões de telas rígidas, com variados formatos; e portões tubulares forrados com lambril.

Qual é o tempo de instalação do motor de portão?

Motor para portão basculante leva em média 1 hora para ser instalado; Motor para portão deslizante leva em média 2 horas para ser instalado; Motor para portão pivotante leva em média 3 horas para ser instalado.

Qual é o tempo de garantia?

Garantia de 3 meses sobre serviços efetuados de manutenção em portão ou motores, e garantia de 1 ano para instalação de motores novos.

O que é necessário para a instalação do motor de portão automático?

Ponto de energia ou tomada com voltagem de 220 volts, além de dois disjuntores de 5 a 10 Amperes protegendo os fios de energia que chegam ao motor.

Como saber se um portão pode ou não ser automatizado?

De uma forma ou de outra, praticamente todos os portões podem ser automatizados. Para saber o modelo exato de motor para ser instalado no portão é melhor que o técnico faça uma avaliação diretamente no local do portão. Em portão basculante uma coisa essencial para verificar é se ele está balanceado corretamente. Para verificar, basta levantá-lo com a mão a partir de 50cm do chão, e daí em diante o portão tem que ficar parado emqualquer lugar que for deixado no caminho. Não pode nem abrir sozinho e nem fechar sozinho, para que o balanceamento esteja correto.

O que é fechamento automático num motor de portão automático?

Uma configuração da central feita para que o portão feche sozinho, sem o acionamento do controle remoto, após um determinado tempo pré programado na central. Para usar esta função, é indispensável o uso do sistema de fotocélula nas laterais do portão.

O que é fotocélula?

Um par de sensores cuja função é fazer com que o portão torne a subir caso esteja descendo em cima de algum veículo que está passando no local. O sensor principal emite um feixe de laser para o outro sensor, e quando algo interrompe o caminho do laser, aciona a central do portão para que o portão pare de descer e torne a subir até que o obstáculo saia do caminho dos sensores de fotocélula.

Qual é o alcance do controle remoto de portão?

Depende muito da região onde o motor está instalado. Em regiões sem interferência o alcance pode chegar a 100 metros de distância. A interferência de sinal ocorre quando pelas imediações existe instalada torre de antenas de celular, torre de transmissão, rádio pirata, e muitas vezes o próprio alarme de carro implica na interferência e perda de sinal da central de portão.

Um portão automático gasta muita energia?

Não. Para se ter uma idéia, um motor de portão basculante de 1/4 Hp padrão de residências, usado para abrir e fechar por volta de 10 vezes ao dia, terá um consumo mensal médio de 2Kwh. O valor em R$ depende da base de cálculos da sua conta mensal, mas é bem mínimo.

O que fazer se meu portão basculante abre mais de um lado do que do outro?

Quando isso ocorre o portão provavelmente está desbalanceado, ou seja, das 2 caixas de peso existentes nas laterais do portão basculante, uma está mais pesada do que a outra, fazendo o portão abrir torto. Precisa ser feito um balanceamento mais adequado para que ele suba por igual. Se o portão for muito largo, pode ser o caso de utilizar 2 motores para abertura do portão, um de cada lado.

Em matéria de portão automático, no nosso site temos explicações para os principais defeitos, para quem quiser resolver sem necessidade de chamar técnico e pagar visita, além de dicas e manual de programação das principais marcas de motor de portão do mercado.

Se for necessário, fazemos orçamento sem compromisso direto no local do portão, para instalação de motor ou reforma de portão. Consulte-nos, temos vários técnicos espalhados pela Grande São Paulo..

Como reformo o portão automatico para fechar e não ficar todo aberto para a rua?

Casos como o seu, existem varios tipos de revestimento, tanto de madeira, como de lambril, para fechar o portão, e não ficar com a casa toda visivel para a rua… o ideal mesmo é um técnico fazer um orçamento sem compromisso no local, para pegar as medidas exatas. Se for portão basculante, deve tomar cuidado em fazer o devido balanceamento em qualquer alteração feita no portão, para não ficar pesado.

Tem como ajustar o controle remoto de um portão automatico ?

Depende de que tipo de ajuste você está sem referindo. Ex: Um controle da mesma frequencia do motor do portão, e não esta codificado, basta codificar… em nosso site tem passo a passo logo na pagina inicial para facilitar a programação da central. Se o ajuste é na frequencia do controle, existe um aparelho que mede e faz a devida alteração para que o controle volte a funcionar, mas nesse caso é mais para uma visita de um técnico mesmo.

Quanto á segurança de Portões Automáticos, qual o melhor?

Vamos lá… Sobre segurança, o ideal é o portão de correr. A segurança é melhor pela questão de o portão travar melhor quando está fechado, e não ter muita margem para que pessoas forcem e abram o portão. Já o portão basculante não é totalmente seguro, pois oo sistema de abertura do portão serve como alavanca. Em muitos casos, os clientes usam trava elétrica, para ajudar a travar o portão, o que na minha opinião não é tão melhor, já que trava elétrica é fraca… O portão pivotante, sem chance alguma de ser seguro. Somente usando um cadeado mesmo quando ficar desligado por longos períodos, pois é muito vulnerável para travar somente com o motor do portão.

Sobre portão basculante automático… quando compra vem com controle ou aciona com botão em alguma parede?

Todo motor ja vem com no minimo 2 controles remotos. Se quiser acionar por botoeira externa, basta deixar um par de fios do local onde ficará a botoeira até o local onde o motor vai ser instalado.

Onde comprar portão automático mais barato e de qualidade em São Paulo?

Quanto a comprar portão (estrutura), os preços de São Paulo variam bastante, e tem lugares que vendem o portão por até 3 vezes o preço de outros, sendo portão do mesmo modelo. O bom sempre é pesquisar mesmo, antes de fechar qualquer negócio. Existe também a possibilidade de se comprar um portão em demolidoras, ou seja, casas que foram demolidas ou portão usado que acabou sobrando para a demolidora, eles recuperam, pintam e deixam como novo para ser usado novamente, e o valor fica menos da metade de um portão todo novo. Só precisa saber se vai caber no vão onde precisa encaixar o portão na casa, porque portão comprado pronto não vem sob encomenda com o tamanho certinho da residencia… Já em questão de preço de motor, temos no nosso site bastante modelos, para cada tipo de gosto, ou de bolso, desde os motores simples até aos de alta tecnologia. Assim como preço de portão, é sempre bom consultar preços de outros lugares antes de fechar negócio, mas temos o motor ideal para cada tipo de portão.

Qual melhor marca de portão automático da atualidade?

A melhor marca de motor para portão hoje em dia é a PPA, mas não tão distante de outras marcas como a Peccinin e a Garen, que estão conquistando o mercado de forma bem rápida. A PPA tem 30 anos de mercado, por isso é a mais famosa hoje em dia, e o primeiro nome que vem à mente quando pensamos em motor para portão. Trabalhamos com as 3 marcas, além de outras marcas mais recentes do Brasil. A garantia de qualquer motor instalado é de 1 ano, tendo uma certa margem para cima da garantia em casos especiais.

Controle do portão automatico quebrado, quem deve pagar, o condomínio ou o proprietário?

Com certeza o proprietário deve pagar, pois ele quem danificou o controle com seu mau uso. Controle não da problema a toa, ou pode ter caído no chão, ou pode ser acionado com muita força, o que danifica os contatos do controle remoto. Geralmente quando o condomínio compra um equipamento de motor para portão, compra controles para todos os moradores, de forma igual. Cada morador que danificar seu controle remoto deve adquirir de forma particular outro controle, ou se for o caso de o condomínio ter controle reserva para casos extras, comprar o controle novo do próprio condomínio. Salvo sobre situações em que o condomínio resolver arcar por conta própria com os controles que os moradores danificarem, o que não deve ocorrer.

Preciso instalar 02 portões, um da rua para a garagem, e outro da garagem para o interior da casa. Preciso de 2 controles separados ou um só abre os 2 portões?

Dependendo da marca que instalar, pode ser no mesmo controle, configurando um botão para cada portão. Geralmente se forem adquiridos ao mesmo tempo serão de mesma frequencia, e podem sim ser feitos de acordo com sua necessidade, mas se for instalado um portão, depois de anos instalado o outro, pode dar diferença de frequencia, e para solucionar somente colocando um receptor avulso adicional no motor do portão mais antigo.

Aluguei um apartamento na praia, e o Portao automatico desceu automaticamente pelo temporizador e bateu no meu carro. Devo pagar?

Realmente, se o proprietário tem um imóvel para locação, e não deixa nada avisando que o portão tem temporizador, é erro dele.. massss, foi nas primeiras vezes que você utilizou o portão que aconteceu isso? Se foi depois de um tempo, já tendo utilizado várias vezes, já estava ciente de que o portão fecha sozinho.

Caso não tinha mesmo o conhecimento, os danos devem ser do proprietário do imóvel. Hoje em dia existem sistemas de fotocélula, para que o portão não feche sobre os veículos, e quando tem esse fechamento automático, é essencial que seja instalado também. Pense também na possibilidade de a pessoa saber que o portão fecha automático, e quando está saindo com o carro, um pedestre passa na frente, bem devagar… Não vai atropelar o pedestre, vai aguardar o tempo que for preciso.. enquanto aguarda, o portão precisa ter algum sensor indicando que o carro está embaixo, para não descer. Indispensável o uso de fotocélula.

Tenho um portão com 100 quilos basculante. Qual o motor mais indicado e que aguente, para não ter que comprar um muito caro?

Independente do peso do portão basculante, existem caixas de peso laterais no portão, ou seja, se o portão tem 100 quilos, acompanham 02 caixas, uma de cada lado, cada uma com 50 quilos, para neutralizar o peso do portão, e ter seu correto balanceamento. Um portão bem balanceado não força tanto o motor, exceto se o portão além de pesado for muito comprido, com tamanhos acima de 5 metros. Em portões pesados e grandes ao mesmo tempo, é preciso colocar um motor mais reforçado, e de preferência não muito rápido, que tenha uma velocidade baixa e constante, para aumentar a vida util do motor, além de que pode ser necessário o uso de 02 motores, sendo um de cada lado do portão. Em todo caso, é melhor um técnico avaliar seu portão sem compromisso.

É comum o portão automático abrir sozinho?

Não é normal, e nem deve acontecer isso. Caso aconteça, é preciso trocar o código do controle, pois pode ter sido clonado, ou trocar a frequência do portão por uma digital atual, para evitar interferências ou clonagens. Em alguns casos o portão abre sozinho quando tem algum problema na fotocélula, que indica que algum objeto está debaixo do portão, e faz com que ele abra novamente enquanto estava fechando. Outro motivo para isso acontecer é quando algum dos controles remotos está com defeito, e por alguma sensibilidade no circuito do botão do controle, abre o portão sem ninguém ter apertado os botões.

Meu portão queimou com raio, e comprei outra placa, mas continua não funcionando. Compensa arrumar ou comprar outro?

Antes de ter comprado uma placa, o ideal era ter consultado um técnico de portão, que faz uma avaliação no local sem compromisso. Podem ser varios motivos.. vamos lá: a placa comprada pode ser pirata ou estar com defeito; o motor pode ter queimado junto com a placa; pode ter queimado só o motor, e não a placa, por isso não adiantou a troca da mesma. Se queimou o motor e a placa, realmente, não compensa arrumar, pois são as duas partes mais caras do motor de portão, e custa o mesmo preço de um kit completo novo, e com garantia de 1 ano.

Meu portao desce automaticamente o que faço?

Se não foi opção sua o portão descer automaticamente por temporizador, é preciso re-programar a central do motor, pois está errada. Isso de descer sozinho é normal, se o cliente optar pela regulagem de temporização, mas se não for escolha do cliente, se torna algo perigoso, pois o portão pode fechar sobre os carros ou os pedestres em momentos inesperados.

Alguém sabe me dizer como sincroniza o controle com o portão automatico?

Chama-se codificação do controle remoto. Existem várias maneiras, depende do modelo de motor da sua residência. Na página inicial do nosso site temos todas as formas de codificar controle no portão. Escolha qual o modelo mais parecido com o seu motor, e siga as instruções passo a passo.

Meu portão automático foi instalado há 2 anos, e hoje caiu no meu carro. A empresa deve pagar o prejuízo do portão e do carro?

Todo portão novo tem no mínimo 1 ano de garantia, pelo menos se for comprado em fabricantes nacionais. Caso seja alguma empresa não legalizada, fica mais difícil essa garantia estendida, pois o código de defesa do consumidor prevê somente 3 meses de garantia. Se foi instalado há 2 anos, provavelmente não vai ter reembolso nem poderá cobrar o prejuízo de quem forneceu o portão, pois em tanto tempo assim de uso podem ocorrer vários fatores para ocasionar esse problema, como por exemplo não fazer a correta manutenção preventiva, que serve para verificar e corrigir os defeitos que podem acontecer no uso normal do dia-a-dia. Precisa tomar cuidados e lubrificar o portão pelo menos a cada 6 meses, e sempre acompanhar se os cabos de aço laterais estão para quebrar, para substituir antes que o pior aconteça.

Meu portão automático basculante esta batendo forte quando abre e quando fecha, como resolvo?

São 2 maneiras para resolver portão que bate forte quando fecha: a primeira é colocar borrachas para amortecer quando o portão chega no batente de baixo, sendo pedaços espalhados de borracha em todos os lugares onde o portão encosta na estrutura quando fecha; a segunda é fazendo uma programação mais adequada na placa do motor, caso seja de alguma marca que permita essa programação mais precisa, para que o portão diminua de velocidade quando está chegando ao final de se percurso.

Como configurar portão eletronico?

Para configuração de controles, depende da marca e modelo do motor. Os principais são PPA Garen e Peccinin, e suas respectivas configurações estão disponíveis na página principal de nosso site. Para configuração de placa, disponibilizamos alguns dos manuais técnicos mais comuns, de acordo com cada marca de portão, nas abas de navegação laterais de nosso site (Manual da central PPA, Manual da central Garen, Manual da central inversora).

Portão automático de casa parou de funcionar.?

O ideal mesmo é que um técnico vá até o local do portão para fazer uma avaliação mais precisa do que pode ter ocorrido. Vamos detalhar por partes os pontos principais a se verificar quando o portão para de funcionar: verificar se os disjuntores estão ligados (geralmente os disjuntores ficam no quadro de força da frente da casa, e tem um valor de amperagem de aproximadamente 10 amperes); verificar se o fusível da placa do motor está queimado (o fusível se encontra perto dos fios de energia da central de comando do motor); verificar se chega energia elétrica pelos fios de entrada da placa (caso o disjuntor esteja ligado e o fusível inteiro, os fios de energia podem estar rompidos); Havendo energia elétrica que é o principal, o defeito pode estar em qualquer peça do motor. Mas detalhes sobre outros defeitos, acesse nas abas de defeitos comuns do nossos site.

Queria comprar um portão que não tivesse o portão pequeno junto com o portão grande, que fossem separados, porque tem uma coluna em casa. Existem modelos prontos ou tem que mandar fazer?

Para locais específicos como este, o ideal é fazer um portão com as medidas do local onde vai ser instalado, pois para achar o portão de garagem e o portão social, ambos com as medidas que se encaixem separados na entrada da casa fica bem difícil, e se comprar prontos podem não ter o mesmo padrão, e ficar diferentes um do outro.

Como configurar controle de portão automatico ppa? Tem vários esquemas na internet, e o meu é de jumper e prog…Como é que faço neste caso?

Modelo de Jumper e PROG: Primeiramente, retire os parafusos que fecham a tampa onde fica a central do portão. O procedimento é parecido com o de configuração dos controles da Garen. Encontre as duas perninhas de metal , onde aparece escrita a palavra PROG. Tem uma pecinha preta (JUMPER) que pode se encaixar nas duas perninhas de metal para fechar o circuito, e deste modo, entrar em modo de programação dos controles. Essa configuração do controle só é aceita pela central eletrônica do portão PPA se o portão estiver no meio do percurso, parado fora dos sensores de fim de curso de abertura e fechamento. Basta fechar o circuito com o JUMPER e a central está em modo de programação. Segure apertado o botão do controle que deseja cadastrar na central, e o led vermelho da central vai ficar piscando bem rápido. Confirme enquanto o led está piscando, apertando o botão da placa com o nome de BOT ou + em alguns casos. Retire o Jumper e a programação já deve estar pronta.

Onde posso Comprar um portão automáticos em São Paulo com preço bom e qualidade? Dizem que as grandes fabricas são muito enroladas na hora em que precisamos de manutenção.

Hoje a cidade de São Paulo tem grandes fabricantes de portão de todos os modelos, e com qualidade excelente. Nós trabalhamos com o ramo de instalação de motor e reforma de portão, não fabricamos, mas quando o cliente precisa adquirir um portão nós sempre indicamos as marcas que nossos clientes dizem ser boas, levando em consideração a qualidade do portão e do atendimento tanto na hora da venda quanto na pós venda. Empresas que queiram fazer algum tipo de parceria conosco, favor entrar em contato, pois temos bastante pedidos de portão, mas não é nossa área. Quanto à questão de serem enroladas como na pergunta acima, não é bem isso que geralmente acontece. Existe um processo lento para que a fabricação dos portões seja feita conforme os padrões de qualidade de cada empresa, para que o cliente não tenha problemas posteriores à instalação. Tente sempre entender que quanto mais rápida a fabricação do portão, mais detalhes podem passar despercebidos, e vir a dar problemas no futuro.

Meu portao automatico esta ficando baixo com o passar dos anos, e raspa no chão. O que acontece?

Para resolver este problema, é preciso contratar os serviços de um serralheiro. Para o portão ter descido como nesse caso, podem estar danificados os braços de sustentação, ou precisando de reforços de solda. Se o portão for automatizado, é fundamental resolver os reparos da serralheria antes que o motor seja danificado também.

Eu aperto o botão, e o motor anda alguns centimetros e para. Tentei ver se saiu do trilho mas não saiu. O que pode ser?

Pode ser regulagem em alguma das funções da central, como embreagem por exemplo, como também pode ser defeito ou nos sensores de fim de curso ou no capacitor de partida. Para testar os sensores de fim de curso, desligue-os da central e teste novamente com o controle, observando se tem alguma alteração na tentativa de andar o portão.

Fui sair com o carro, e quando tentei acionar o portão automático para fechar, ele travou. O que eu devo fazer?

Primeiramente, destravar o bracinho que pluga o motor com o portão, geralmente preso com um cadeado pequeno. Poré, quando o portão para de funcionar na parte superior, alguns bracinhos ficam parados em lugar inacessível ao cadeado, não tendo como destravá-lo. Dicas: 1° Abra a tampa traseira do motor, e gire a élice, procurando observar que o portão começa a descer lentamente conforme a élice está girando com a mão; 2° Caso tenha algumas ferramentas por perto, cortar com alguma talhadeira o pino de apoio do bracinho que pluga o motor ao portão, fazendo se separarem de qualquer forma; 3° Tente com muito cuidado apertar o controle remoto e forçar de leve o portão pelo lado de fora, como se estivesse ajudando o portão a descer durante o acionamento. Atenção: Sempre evite ficar por baixo do portão enquanto fizer estes procedimentos. Antes de girar a élice com a mão, verifique que os disjuntores do motor estão desligados, para evitar acidentes quando o portão destravar. O correto é solicitar um técnico para verificar. Nós não temos assistência 24 horas, mas algumas empresas possuem técnicos em horários diferenciados, porém o preço para atenderem nesses horários é bem salgado.

Minha rua enche muito quando chove, e entra muita água dentro de casa. Como devo fazer um portão que vede a entrada de água?

Uma maneira eficiente é o uso de portão no estilo de comporta, mas com borrachas fortes para vedação quando está em funcionamento. Nem toda empresa fabrica esse modelo de portão, e seu uso não é prático, requer bastante força na hora de fechar ou abrir.

Sobre a placa GC-013 de portão automático, como programar para que o portão fique mais tempo aberto?

Nas centrais da GG-Port e da Peccinin, a regulagem de temporizador é feita no trimpot de pausa. Gire a pausa para o sentido (+) para que o tempo de permanência aberto do portão seja maior, e gire para o sentido (-) para diminuir o tempo. Girando totalmente para o sentido (-) significa sem tempo de fechamento automático, e o portão só fechará com o acionamento do controle remoto.

Perdi o meu controle e preciso comprar outro, mas não sei o modelo. Quanto custa aproximadamente?

Nós temos quase todos os modelos de controle remoto para portão das principais marcas do mercado. Pode ser modelo atual ou mais antigo, mas o ideal seria um técnico ir até o local do motor para verificar qual a frequência que o receptor trabalha, e ser feita a codificação de outro controle. Pelo serviço de codificação de controles direto na residência do cliente nossos técnicos cobram o valor de R$50, e cada controle remoto de qualquer modelo disponível custa R$35. A taxa do técnico é cobrada por cada atendimento realizado no local, ou seja, cobra-se uma taxa de serviço somente, independente de quantos controles sejam adquiridos, na mesma entrega.

Na placa cp4000 da Peccinin não estou conseguindo configurar nenhum controle, como devo fazer?

Um dos fatores de não poder ser feita mais configuração de controle é quando a memória da central já está cheia, e não cabem mais controles na memória. Algumas placas só aceitam 8 controles. Neste caso, ou deve-se apagar a memória e criar um novo código, ou acrescentar um receptor á parte ligado em paralelo na central do portão.

Um portão de 4 segundos tem mais possibilidade de dar problema do que um de 8 segundos?

Por ter um esforço maior na hora de abrir e fechar, o motor mais rápido desgasta bem mais do que o convencional. O mecanismo do motor mais rápido é feito de forma mais reforçada, mas é essencial que seja feita sua correta manutenção preventiva, mantendo sempre o motor lubrificado, para evitar atritos entre as peças do motor. Quanto mais rápido o motor, maior a frequência de lubrificação a ser feita no mecanismo do motor e no próprio portão.

Posso comprar um controle remoto e sincronizar para meu portão sem chamar um técnico?

Pode sim, se conseguir fazer conforme nossos manuais de codificação do nosso site, e sabendo qual o modelo de controle do seu portão.

Meu portão automático abre sozinho sem ninguém apertar o controle remoto. O que pode ser?

Principais causas deste problema: 1° Quando o técnico programou os controles no motor de portão, por coincidência acabou programando o controle de alguém que passava no local e apertou o controle durante a programação. Precisa criar um novo código e fazer a programação novamente dos controles; 2° O botão do controle remoto pode estar quebrado na parte dos contatos internos, causando acionamento involuntário do controle; 3° Pode haver alguma antena externa de rádio pirata, torre de celular, alarme de veículos, ou alguma outra coisa emitindo sinal em falso na mesma frequência do motor do portão, e quando o portão foi programado adicionou-se esta frequência em falso juntamente ao código dos controles; 4° Se for algum controle de modelo mais antigo pode ter sido clonado, e o ideal é mudar o tipo de receptor de sinal dos controles atuais. 5° É muito comum em casas com criança pequena, a criança apertar o controle sem que os pais saibam, portanto, deixe sempre os controles longe do alcance das crianças.

Qual marca é melhor hoje, Rossi, Peccinin ou Garen?

Cada empresa pode ter opiniões diferentes sobre esta pergunta, mas na nossa opinião, o motor que menos apresenta problemas após instalado é o Peccinin. Trabalhamos com as 3 marcas, e ambas são boas. Os problemas posteriores à instalação geralmente são de configuração ou ajustes simples, e a garantia cobre todos normalmente.

Os motores de portães eletronicos tem capacitores para dar partida?

Todos os modelos de 220v monofásicos precisam de capacitor de partida, e o valor médio de potência do capacitor é de 12UF. Motores Jet Flex, com central inversora, trabalham na rede 220v também, mas passam energia adiante como trifásica, e não precisam do uso de capacitor para funcionar, pois seu motor é de modelo trifásico.

Chaveiro codifica controle?

Alguns modelos de controle de portão podem ser codificados levando o controle em um chaveiro, se o mesmo tiver aparelhagem para transferir o código do controle atual para o novo, mas são raros os controles que permitem fazer este processo. Outro modelo que pode ser feito em chaveiros é o de cortar arames dentro do controle, pois basta cortar os arames iguais ao controle original para que o código seja copiado (frequência 292Mhz).

Quero ligar um portão automático por sensor mas não sei qual tipo de sensor posso usar?

Se o sensor se refere ao acionamento do portão automático com sensor de presença ou algo do tipo, não recomendamos, pois pode abrir e fechar o portão em momentos indevidos, assim que o sensor achar que alguém passou no local ou quando um animal de estimação passar por perto do sensor. O ideal é por controle remoto mesmo, ou botoeira ligada na placa do motor.

Portão automático de lambril, basculante, com 2,40×4,85 preciso de 1 ou 2 motores? Com 1 motor o portão pode entortar?

Por ser lambril, talvez seja o caso de apenas 1 motor mesmo, pois é bem leve. O ideal mesmo é que um técnico faça a avaliação direto no seu portão para verificar peso, balanceamento, alinhamento, e ver se está tudo nos conformes, para que seja instalado 1 motor somente. Caso o portão abra e feche com facilidade, porém seja de madeira ou materiais pesados, pode empenar com certo tempo de uso, e o ideal seria que trabalhasse com 2 motores, para subir uniformemente.

Porque o portão automático fica parando antes do final do curso?

Pode ser por falta de regulagem correta nas configurações da central do motor, ou o portão pode estar enroscando quando chega perto de fechar, e por isso não fecha direito. Verifique, e se tiver enroscando, solicite um serralheiro para a devida manutenção. Caso seja na programação da central, solicite um técnico de manutenção de motor para portão.

Gostaria de ligar uma lâmpada que acenda quando o portão abre, isso existe?

As placas de motor mais usadas hoje em dia tem essa função já inclusa, e chama-se Luz de Garagem ou Saída Auxiliar. Deve ser feita a configuração de tempo de acionamento para a lâmpada que vai ser ligada em conjunto, e é indispensável a utilização de um circuito pequeno com relé separado para acionamento da lâmpada, para que não sobrecarregue a central do motor. Consulte o manual correto da placa que possui para a correta ligação.

Tenho 2 portões de correr, um corre por cima do outro, cada um para um lado. Existe um motor que abra os 2 portões?

Não existe motor que abra sozinho 2 portões separados. Cada portão necessita de 1 motor individual, e portões duplos possuem 2 motores, um para cada folha do portão.

Consigo abrir a fechadura elétrica com um controle remoto, assim como abro o portão basculante?

Sim, pode ser feito desta maneira. Precisa ligar uma fonte que alimente um receptor de sinal avulso, que por sua vez aciona a fechadura elétrica. Pode ser configurado até mesmo no mesmo controle remoto do portão basculante, sendo um botão para a porta social e outro para o portão de garagem. Se o controle já estiver configurado com os 2 botões no portão maior, é preciso reconfigurar a central para que seja usado somente um dos botões para seu acionamento. Bastante gente hoje em dia não leva mais chave da fechadura quando sai de casa, usa somente controle remoto para ambos os portões. Existe apenas um problema: quando acaba a energia elétrica a pessoa não consegue entrar em casa. Sempre é bom ter uma chave de reserva por questão de segurança.

Ponto de giro do portão automático.pode ser alterado?

Pode sim ser alterado, para mudar o quanto o portão avança para a rua ou para dentro, mas qualquer alteração no ponto de giro implica também em alterações nos braços articulados superiores do portão e nas caixas de contra-peso laterais.

Quero comprar um motor de portão, mas não quero a instalação. Quanto custa? Meu portão é basculante.

Nós vendemos o motor com ou sem instalação, sendo que instalado custa R$150 mais caro, mas a garantia é estendida para 1 ano, enquanto a garantia do motor avulso é de apenas 3 meses. A garantia não cobre erros de instalação e peças danificadas durante a instalação do motor, portanto ao comprar motor avulso é preciso ter certeza de que vai realmente saber instalar, ou tem um técnico que seja do ramo, e não somente um “quebra-galhos”.

O que é fim de curso?

São os sensores do motor de portão que indicam que o portão já chegou ao final de seu curso, ou seja, já está totalmente aberto, ou totalmente fechado. Sem o sensor o motor vai continuar tentando puxar o portão mesmo quando ele já está ou passou dos seus limites.

Para que serve o freio eletronico do portão automático?

Freio eletrônico é uma regulagem de algumas centrais de comando que faz com que o portão perca parte de sua velocidade quando está chegando aos limites de abertura ou de fechamento, para o portão não chegar com força total e bater no final do percurso.

Qual o nome do portão que desliza para cima, sem ser o basculante?

Pode ser porta de aço de enrolar; pode ser portão basculante antigo, com guias de sustentação no teto; pode ser portão modelo americano, que vai dobrando acima conforme abre; pode ser do tipo comporta, que trabalha com caixas de peso, e sobre reto sem articular, porém é o modelo mais perigoso que existe, pois quando o cabo de aço se rompe o portão despenca, com riscos de machucar quem estiver passando por baixo.

Qual a melhor marca de portão eletrônico deslizante para portão pesado?

O motor que atualmente estamos instalando e não tem retornado por defeitos é o modelo Industrial da Garen modelo Duratta. Motor robusto de 1HP para portão deslizante pesado.

Quando meu portão está abrindo, aperto o controle remoto, e ao invés de parar, o portão fecha sozinho. Como mudo isso?

As placas de portão são feitas com essa função, mas para abrir o portão sozinho caso esteja fechando e aperte o controle remoto no meio do percurso. Se estiver fechando sozinho está ligado errado, precisa inverter os fios do motor e os fios dos sensores de fim de curso. Essa função serve para acionar o portão sozinho para abrir caso esteja passando com o carro, e o portão estiver descendo sobre o carro, para que o portão torne a abrir e evite acidentes.

Como codificar controle do alarme para abrir o portão?

Controle remoto de alarme de carro pode ser codificado na central do portão, se ambos forem da mesma frequência. A maioria dos controles de alarme trabalham na frequência 433Mhz, assim como os controles de portão. Podem ser codificados, como também podem interferir no funcionamento do portão caso sejam acionados durante a programação do motor de portão.

Motor de portão automático serve para trabalho contínuo?

Se for utilizado em qualquer outro equipamento que não seja portão o motor pode não aguentar, pois é feito para um uso específico de aberturas e fechamentos por dia, e não para trabalhar continuamente, como motores de máquinas industriais. Mesmo sendo um motor de modelo industrial para portão, não vai ser utilizado sem descanso quando instalado em um portão que tem bastante uso. Precisa de descanso para resfriar.

Na minha placa não tem o “jumper” para fechar o circuito PROG. Como faço?

O jumper serve tão somente para dar um curto entre os 2 pinos de PROG, ou seja, unir os 2 pinos para que passe corrente. Qualquer objeto metálico, como uma chave de fenda por exemplo, pode ser usado para encostar um pino no outro, para ser feita a programação. Só não encoste a chave de fenda ou o jumper em outros terminais da central que não forem o PROG, pois com certeza vão danificar ou queimar a central.

Alguém acionou o portão do meu prédio em cima do meu carro, o prédio deve pagar?

Em condomínios isso é bem comum de acontecer, já que cada apartamento tem pelo menos 1 controle remoto em mãos. Para condomínios, o ideal é instalar os sensores de fotocélula, para que não aconteçam esses problemas, proncipalmente quando os vizinhos tem algum problema pessoal uns com os outros. Nos modelos convencionais de motor, não é possível identificar quem acionou o controle, e acaba sobrando a conta para o morador do carro danificado ou para o próprio condomínio. Existe um modelo de central chamada Linear, que sabe exatamente qual foi o controle que acionou o portão em determinado momento, e é a única forma de identificar as pessoas que tentam prejudicar outros moradores.

Deu um raio durante uma tempestade, e queimou a placa do meu motor. Pode ser consertada?

Consertada até pode ser, mas não compensa. Imagine que a sobrecarga queimou alguns dos componentes eletrônicos do motor. Ao queimar esses componentes, os componentes próximos sofreram uma certa sobrecarga, não a ponto de queimar, mas uma sobrecarga fora do normal do seu funcionamento. Quando o técnico for consertar, vai trocar somente os componentes que estão queimados, e os componentes que sofreram, mas não queimaram, continuam na placa. Em pouco tempo, esses componentes vão queimar ou parar de funcionar também, causando mais tanstornos, e mais gastos com assistência técnica. Seguindo esse raciocínio é que as seguradoras dão preferência hoje em dia á substituição dos equipamentos danificados do que ser feita uma reparação nos mesmos.

Motor de portão 110v não dá partida, o que pode ser?

Motor de portão geralmente tem na central um jumper para selecionar entre 110 e 220 volts. Porém, quando é utilizado em 110 volts o motor fica mais fraco, e não costuma durar por muito tempo. O recomendado é sempre instalar em 220v.

Quando ligo a energia o motor ronca forte sem acionar. O que será?

A central pode estar em curto, e o relé está travado. Em alguns casos, basta bater levemente sobre o relé, e ele volta a funcionar. Porém, isso não é solução, pode voltar a travar, sendo necessária a substituição do relé ou da própria central.

Cremalheira de portao automático tem lado certo? Por cima ou por baixo da engrenagem?

Independente de onde for instalada, pode ser nas duas posições, tomando os devidos cuidados para que os fins de curso sejam acionados da forma correta, ou seja, em uma das posições é necessário inverter a posição dos sensores de fim de curso.

A central reconhece os comandos dos controles, faz barulho de relé e não aciona. O que pode ser?

Talvez um dos sensores de fim de curso esteja queimado ou em curto, fazendo com que o motor reconheça como acionados os dois sensores, e não sabe pra onde deve rodar. Desplugando os sensores de fim de curso da central podemos detectar se ela volta a funcionar.

FONTE : http://motorportao.com/defeitos_comuns_16.html

CERCA ELÉTRICA – Entenda como funciona cerca eletrica maringa

CERCA ELÉTRICA – Entenda como funciona

Como funciona a cerca elétrica?

A central eletrônica emite pulsos de alta tensão ( aprox. 8.000V ) a cada 1,2 segundos, porém de baixíssima amperagem, o que faz com que o invasor não fique grudado na cerca, simplesmente receba um choque que irá impulsioná-lo para longe dos fios.

Ao ocorrer o contato com a cerca ou o rompimento de um dos fios, o alarme será acionado automaticamente devido à “fuga” de energia.

Itens que compõem a cerca elétrica

Central eletrificadora:

Equipamento responsável pela alimentação da eletricidade dos fios e pode ser regulada para emitir pulsos entre 8.000 a 12.000 volts em intervalos de 1,2 segundos.

Controle remoto:

Ativa e desativa a cerca elétrica à distância.

Repuxo automático:

Mantém os fios esticados mesmo quando atingidos por bolas ou pássaros de grande porte.

Sirene:

Emite som de longo alcance quando a cerca e tocada ou um fio é rompido.

Isoladores:

Isolam os fios eletrificados não permitindo que a corrente elétrica alcance setores indesejáveis como muros, portões, etc.

Bateria selada:

Mantém o funcionamento do sistema em caso de falta de energia elétrica.

Haste de alumínio:

Fabricada em alumínio maciço, possui diferentes tamanhos para 4, 6 ou 10 isoladores.

Placa de advertência:

Composta em material plástico, serve para avisar a possíveis intrusos que aquele perímetro está protegido.

Fio de aço inox:

Resistente à oxidação, possui alto brilho e difícil ruptura.

Cabo de alta isolação:

Utilizado para fazer a ligação da cerca elétrica com a central eletrificadora

Funcionamento básico de uma cerca elétrica

A cerca elétrica possui um sistema de funcionamento extremamente simples. A cerca elétrica é composta basicamente por uma central de choque que gera uma tensão que é aplicada nos fios presos aos isoladores da cerca elétrica, que por sua vez estão presos às hastes que compõem a cerca elétrica.

Caso não haja interrupção ao longo dos fios da cerca elétrica, a tensão volta à central da cerca elétrica e esta efetua uma medição. Caso o valor medido esteja abaixo do valor mínimo que foi ajustado durante a instalação da cerca elétrica, o equipamento dispara um relé que por sua vez pode acionar uma sirene ou outro equipamento ligado à central da cerca elétrica.

Dicas de instalação da cerca elétrica

Quando o técnico instala a cerca elétrica, deve tomar alguns cuidados básicos para que a cerca elétrica não apresente problemas muito comuns. Após instalada, a cerca elétrica não deve produzir estalos muito altos, quando isso ocorre significa que algum ponto da cerca elétrica apresenta fuga de energia, o que nem sempre faz com que a sirene da cerca elétrica seja disparada.

Isso depende do ajuste da sensibilidade da cerca elétrica. A cerca elétrica geralmente pode ser ajustada entre 8.000 a 12.000 V. Quanto mais alta a voltagem selecionada no ajuste da cerca elétrica mais sensível a cerca elétrica ficará. Podendo assim, ocorrer disparos falsos em função da fuga de energia da cerca elétrica nos pontos onde ela apresenta estalos e, às vezes, até mesmo pequenas faíscas.

Deverá ser verificado também se não existem plantas muito próximas à cerca elétrica, pois estas quando encostam na fiação da cerca elétrica também causam fuga de energia da cerca elétrica.

Informações importantes: Antes de instalar a cerca elétrica em seu imóvel, procure informar-se a respeito da legislação sobre cerca elétrica em seu município.

Exija que a empresa instaladora da cerca elétrica siga fielmente as determinações que constam no manual de instalação da cerca elétrica.

Em caso de defeito ou mau funcionamento da cerca elétrica, procure sempre utilizar-se da assistência técnica autorizada pelo fabricante da cerca elétrica. O equipamento monitora a tensão de saída e em caso de dúvida de sua eficácia, nunca toque a cerca elétrica, solicite uma demonstração da empresa instaladora ou assistência técnica autorizada.

Informe a todas as pessoas que possam ter acesso à central da cerca elétrica que esta somente pode ser aberta por um técnico especializado. Sua abertura implica no risco de choque elétrico.

Qualquer ajuste na central da cerca elétrica deverá ser efetuado preferencialmente por um técnico especializado da equipe técnica da empresa instaladora da cerca elétrica.

Sempre desligar a central da cerca elétrica antes de regar plantas ou árvores próximas aos fios da cerca elétrica.

Qual a diferença entre o choque da cerca elétrica e o choque da tomada?

A cerca _ elétrica é alimentada por uma corrente alternada que pode ser 127 VCA ou 220VCA ( ou VAC em inglês = alternating current ), porém está energia é retificada para pulsos de corrente contínua VCC ( ou VDC em inglês = direct current ) e sua tensão pode variar entre 8.000 a 12.000VCC de acordo com o ajuste selecionado pelo instalador da cerca elétrica.

O choque da cerca elétrica mata?

Este talvez seja o maior questionamento feito a respeito de cerca elétrica.

Não, o choque da cerca elétrica não mata. Diferentemente da eletricidade utilizada em residências, comércios e indústrias, a central da cerca elétrica emite um choque ( pulso ) a cada 1,2 segundos com duração aproximada de l ( um ) milésimo de segundo, portanto, o indivíduo ou animal que eventualmente encostar na cerca elétrica sentirá um “tranco” muito forte e tenderá a se afastar da cerca elétrica.

Antigamente costumava-se instalar a cerca elétrica utilizando-se arame farpado sobre os muros e eletrificando os arames da cerca elétrica com a eletricidade das tomadas ( 110V ou 220V ), no entanto, a eletricidade convencional das residências, ou seja, corrente alternada com frequência de 60 hertz ( padrão adotado no Brasil ), causa a contração muscular e sendo o coração e parte do pulmão compostos por tecido muscular, pode, portanto, levar o indivíduo à morte.

Placas de aviso da cerca elétrica: “CUIDADO, CERCA ELÉTRICA”, as placas de aviso também ajudam a inibir as tentativas de invasão além de avisar aos mais distraídos que ali está uma cerca elétrica em funcionamento.

Essas placas devem ser instaladas próximas à cerca elétrica ou fixadas nas próprias hastes da cerca elétrica em intervalos regulares de aproximadamente 10 metros.

Quanto ao modelo e capacidade do eletrificador da cerca elétrica: Escolha um modelo de eletrificador p/ a cerca elétrica adequado à distância da cerca elétrica. Existem modelos com distância entre 300 a 5000 metros lineares.

Outro fator que deve ser levado em consideração é o tipo de fio e bitola a ser utilizado na cerca elétrica, geralmente em cerca elétrica residencial é utilizado o fio de aço inox diâmetro de 0,45mm, porém, em cerca elétrica com maior comprimento deve-se usar fio de aço galvanizado com bitolas mais grossas, para compensar a perda de energia devido a distância do fio da cerca elétrica.

Isoladores da cerca elétrica: Os isoladores da cerca elétrica ( geralmente fabricados em polietileno ou cerâmica ) servem para impedir que a eletricidade que passa entre os fios da cerca elétrica não atinja as hastes de alumínio impedindo assim a possibilidade de eletrificação de grades ou portões de ferro sobre os quais a cerca elétrica foi instalada, por isso é de fundamental importância a escolha de produtos de boa qualidade na hora de comprar a sua cerca elétrica.

Isoladores de baixa qualidade podem não isolar a corrente elétrica de forma segura o que irá provocar a “fuga” de energia nas hastes ocasionando o disparo “falso” da cerca elétrica, principalmente nos dias de chuva.

Hastes da cerca elétrica: As hastes da cerca elétrica devem ser fabricadas com materiais de alta resistência contra as intempéries da natureza como chuva, sol, poluição, etc. Geralmente as hastes para cerca elétrica são fabricadas em alumínio ou polietileno de alta densidade.

FONTE : http://grupocmaservicos.blogspot.com.br/2013/02/cerca-eletrica-entenda-como-funciona.html

Portao eletronico Maringa Instale com Tec Qualificado Criminosos aproveitam fragilidade de portões em furtos em Mogi

Portao eletronico Maringa

Criminosos aproveitam fragilidade de portões em furtos em Mogi

Eles conseguem abrir portões automáticos forçando a estrutura. Circuito de câmeras de uma casa flagrou caso neste mês.

Douglas PiresDo G1 Mogi das Cruzes e Suzano

2 comentários

Moradores da Vila Oliveira, bairro nobre deMogi das Cruzes, estão assustados com a onda de assaltos a residências. Segundo eles, criminosos têm agido com frequência no bairro, em plena luz do dia. Em alguns casos, eles forçam o portão automático para conseguir entrar. No dia 11 de abril, uma câmera de segurança flagrou o momento em que dois suspeitos invadiram uma casa. Um internauta enviou um vídeo pela ferramenta colaborativa VC no G1. (Assista acima) Com muita facilidade, eles levantam um portão eletrônico com os braços e entram no imóvel. De acordo com o proprietário da residência, a dupla levou diversos aparelhos eletroeletrônicos e o prejuízo foi de R$ 12 mil. “Não havia ninguém em casa. Minha esposa disse que quando chegou percebeu que a janela estava aberta. Ela subiu e viu tudo revirado. O alarme não funcionou. Vou reforçar a segurança em casa, inclusive com uma trava no portão eletrônico”, detalha o engenheiro de 51 anos, que prefere não se identificar. A imagem foi captada por uma câmera instalada no portão de uma casa que fica do outro lado da rua e pertence a um empresário de 28 anos. Ele, que também tem medo de se identificar, enviou o vídeo ao G1. A imagem mostra dois suspeitos andando em direção à residência do seu vizinho.Eles observam a garagem através de uma fresta da porta de entrada e depois se agacham e olham por baixo. Em seguida, suspendem o portão com os braços e invadem a casa. “Só a minha casa já foi invadida sete vezes. E todos os meus vizinhos já sofreram com esse tipo de assalto também. Soube da invasão desta casa na sexta e fui ver se a minha câmera tinha captado. Fiz obackup das imagens e entreguei para o meu vizinho”, detalha o empresário.

Suspeitos invadem casa na Vila Oliveira em Mogi das Cruzes (Foto: Reprodução/VC no G1)Suspeitos invadem casa na Vila Oliveira em Mogi das Cruzes (Foto: Reprodução/VC no G1)

Ele conta que as frequentes invasões em sua casa ocorreram nos últimos dois anos. “Não sabemos se vai acontecer de novo e vivemos aqui com medo. O pior de tudo é que tenho certeza que esses ladrões furtam para comprar droga. Eles usam droga aqui nas ruas do bairro mesmo e quando passamos de carro eles ficam nos encarando. Falta policiamento aqui porque esses suspeitos fazem o querem”, desabafa o empresário. Ele diz que já gastou cerca de R$ 7 mil em equipamentos de segurança e, mesmo assim, não se sente seguro. “Tenho um muro de 4 metros de altura, cerca elétrica e câmeras. Não tenho coragem de deixar minha casa e ir viajar”, detalha. O mesmo drama é vivido por um aposentado de 55 anos que também vive no bairro. Ele conta que sente falta de um policiamento mais ostensivo na Vila Oliveira. “Só não assaltaram minha casa porque eu estava lá. Eles [assaltantes] arrebentaram o meu portão. Nem se intimidaram com os três carros na garagem. Quando eu ouvi um barulho acendi as luzes e eles fugiram”, conta o morador. Trava de segurança A gerente de uma loja especializada em segurança eletrônica e portões automáticos de Mogi das Cruzes, Elizangela Alvim, explica que a falta de uma trava eletromagnética no portão permite que ladrões consigam levantá-los com facilidade, como mostrou a imagem. “Portões antigos não têm essa trava e os ladrões, infelizmente, sabem disso. Este dispositivo de segurança chegou ao mercado há cerca de 3 anos e pode ser instalado nos portões”, detalha. Além da preocupação com a onda de violência, os proprietários de imóveis na Vila Oliveira veem muitos vizinhos colocando a casa à venda. “Comprei uma casa que hoje está desvalorizada por causa disso”, explica o empresário de 28 anos. O fato é comprovado pelo subdelegado do Creci Regional, Roberto Najar. “Infelizmente eu tenho que dizer que as casas na Vila Oliveira estão desvalorizadas. É uma pena porque aquele já foi o melhor bairro para se morar em Mogi das Cruzes. Essa é uma verdade. Vejo, atualmente, muita gente colocando a casa à venda e indo para condomínios fechados. Enquanto as polícias Civil e Militar não fizerem nada, a tendência é piorar”, desabafa Najar. Policiamento O delegado titular do 1º DP de Mogi das Cruzes (responsável pela área da Vila Oliveira)  disse que a Polícia Civil faz inúmeros flagrantes de tentativas de furtos no bairro. “Temos também aqui na delegacia vários casos sendo investigados”, conta Argentino Coqueiro. O G1 questionou a Polícia Militar sobre ações de segurança na Vila Oliveira e aguarda resposta.

portao eletronico maringa, fonte > http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2014/04/criminosos-aproveitam-fragilidade-de-portoes-em-furtos-em-mogi.html